KOYNONIA-KOYNONIA-KOYNONIA-KOYNONIA-KOYNONIA-KOYNONIA

KOYNONIA - IRMÃO - KOYNONIA - UNIÃO - KOYNONIA - COMUNHÃO - KOYNONIA - UNIÃO - KOYNONIA - IRMÃO - KOYNONIA -

domingo, 29 de novembro de 2015

Deus dá conta de nossas batalhas...


Filhinhos, vós sois de Deus, e já os tendes vencido; porque 

maior é aquele que está em vós do que aquele que está no 

mundo. (I João 4.4)



 
Sempre achei sem sentido determinadas pessoas que saem por aí chorando suas mazelas com outros, às vezes até estranhos, que não têm menor condição de entendê-las. Eu vi isso dentro de minha família, vejo ainda em meu trabalho, na vizinhança e entre conhecidos... tudo bem que ninguém é uma ilha, mas tem circunstâncias, íntimas demais, para ser distribuída em praça pública. Claro, devemos ter a quem recorrer em momentos de lutas e dores, pra isso servem a família, os amigos e até o vizinho mais achegado. É bíblico: "Mais vale um vizinho perto do que um irmão longe." Porém, a pessoa, a primeira da lista, que deve ser  nosso amigo confidente é Deus. Quando entendemos que Ele é suficiente para lutar por nós, nos fazendo "mais que vencedores", perdemos a necessidade de recorrer a outros. Maior é aquele que está em nós... isso é um alívio e uma segurança sem limite. Por essa palavra venci e tenho vencido meus temores, minhas dores e meus amores...sim, pois até aquilo que amamos e que não pode ser nosso, vira provação, tentação e dissabor. 

Um poeta cristão escreveu: 

"Tudo o que Jesus conquistou na cruz é direito nosso,                       É nossa herança! 
Todas as bênção de Deus pra nós tomamos posse é nosso herança. Toda vida, todo poder, tudo o que Deus tem para nós... 
Abrimos nossa vida pra receber, nada mais nos resistirá! 
Maior é o que está em nós do que está no mundo..." 

Cante bem forte e com fé essa canção e verás como ela pode ser real em sua vida!

A vida se resume em amor, lágrimas e fé... muita fé! Depois que aprendi a chorar no colo de Deus, ninguém mais enxuga minhas lágrimas. 

Deus te abençoe assim. 

Boa noite!!!

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães. 

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Qualidades encontradas em quem Deus usa...

3713_298448420263303_82513494_n

“Ora, Moisés era um homem paciente, mais do que qualquer outro que havia na terra. “  Números 12.3

Palavras de um homem de Deus: “Deus não pode conceder autoridade a uma pessoa teimosa. Ele estabelece como autoridade as pessoas mansas e sensíveis – e não se trata de uma mansidão comum, é mansidão divina.” Watchman Nee

“Autoridade e autodefesa são incompatíveis.” Moisés exercia autoridade porém, não usou desse artificio para se defender da calúnia de Mirian e Arão.  Uma coisa tenho certeza, Deus vê tanto o caluniado quanto, o caluniador. Ficou muito claro isso no episódio em que Moisés sofreu por esse mal. Deus chamou à conversa os três. Falou-lhes  tête-à-tête e resolveu a questão. Moisés além de manso foi sensível, mostrou-se generoso intercedendo por eles. Mansidão e sensibilidade é o que Senhor que encontrar dentro daqueles que Ele concedeu autoridade. Você tem essas qualidades em seu interior? Não basta ter visão, sonhos e revelações se não for capaz de agir do jeito que Deus espera. Moisés, particularmente, me ensina: Exercer autoridade é para quem sabe ser humano... agir com mansidão e sensibilidade, ou seja, “esvaziamento do Ego”.

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães

domingo, 15 de novembro de 2015

A tolerância com o próprio erro...

photovisi-download (1)

O ser humano é assim: não tolera o erro do outro mas, o próprio... acolhe e protege.

“... Havia numa cidade dois homens, um rico e outro pobre.
O rico possuía muitíssimas ovelhas e vacas.
Mas o pobre não tinha coisa nenhuma, senão uma pequena cordeira que comprara e criara; e ela tinha crescido com ele e com seus filhos; do seu bocado comia, e do seu copo bebia, e dormia em seu regaço, e a tinha como filha.
E, vindo um viajante ao homem rico, deixou este de tomar das suas ovelhas e das suas vacas para assar para o viajante que viera a ele; e tomou a cordeira do homem pobre, e a preparou para o homem que viera a ele.
Então o furor de Davi se acendeu em grande maneira contra aquele homem, e disse a Natã: Vive o Senhor, que digno de morte é o homem que fez isso.
E pela cordeira tornará a dar o quadruplicado, porque fez tal coisa, e porque não se compadeceu.
Então disse Natã a Davi: Tu és este homem...”
2 Samuel 12:1-7

Você deve estar pensando: Quanta hipocrisia!! Como ele conseguiu? Davi não era pior que nós. Ele também tinha sua fraqueza e não conseguiu dominá-la. Uma olhada para o lado errado, uma decisão de ficar no palácio quando deveria acompanhar o exército na batalha... tempo ocioso gerando pecados grandiosos. Quem imaginaria que um homem tão integro e temente a Deus faria o que Davi fez? Um homem tão sensível ao Senhor. Capaz de escrever músicas pra Deus. Um verdadeiro rouxinol do palácio. Um homem que sabia usar uma espada e escudo com a mesma destreza que tocava uma harpa. Um homem sujeito às mesmas fraquezas que todo ser humano.  Homem de momentos diversos. Momentos em que a Palavra é substituída por uma conversa desnecessária.  Momentos em que a oração fica pra depois. Momentos de isolamento proposital. Nesses momentos  tudo pode acontecer!!! Naquele momento, Davi, se entregou aos pensamentos, desejos e sentimentos vis. Um exímio guerreiro derrotado por uma paixão. Uma pedra que além de o fazer tropeçar acabou tomando-a para si.  E apegado ao erro, o rei de Israel, cometeu outros ainda piores. Pecado é uma bagagem que deve ser liberada... deixada de lado. Insistir em caminhar com ela pesa muito nas consequências.  Pecado é substancialmente, nocivo à vida espiritual. Por isso o conselho bíblico: ‘Se confessarmos os nossos pecados Deus é fiel e justo para nos perdoar e nos purificar de toda injustiça.” Por que carregarmos o peso dos nossos erros, se em Cristo, eles podem ser perdoados? Quem acolhe um erro e o protege está mantendo sua própria alma em cativeiro. Com o tempo, tal pecado, se torna normal que você nem o enxerga mais... a hipocrisia vira irmã.

“Não há orgulho tão perigoso, tão sutil e traiçoeiro, como o orgulho da santidade."

 

Pela cruz de Cristo,Maristela Guimarães.

sábado, 7 de novembro de 2015

Lembranças de novembro...


Hoje é mais um daqueles dias de saudades.  Quem já perdeu alguém que ama sabe bem como é.  Lembranças são imprevisíveis, chegam sem ser convidadas...  Meu coração é dengoso. Sempre foi.  E ele sempre é movido pelo amor, pelo amor familiar, principalmente. Novembro é um mês difícil...  Datas não existem somente em calendário. Elas existem na memória do passado que construímos. O passado pode ter o tamanho de um edifício ou de uma casinha de sa  não importa se é um casarão mal assombrado ou um condomínio elegante num bairro nobre. Passado, talvez seja o que de mais concreto se tem na vida. A gente sabe como tudo começou, o que se conquistou, o que se perdeu e como tudo acabou.  E o mais importante... Ele nunca vai embora. Minha caixa de lembranças tem fortes emoções.  Dá até pra citar o pensador: “Chega uma época em que nos damos conta de que tudo o que fazemos se transformará em lembrança um dia. É a maturidade. Para alcançá-la, é preciso justamente já ter lembranças.”  O mais importante é que lembrança não é ilusão... nunca será ilusão. Passado é história, lembranças são frutos de uma história. Que se ache privilegiado quem tem história pra contar, quem tem lembranças pra recordar. 

``Quero trazer à memória aquilo que me pode 

dar esperança``. (Lamentações 3:21)


Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.


KOYNONIA - DESTAQUES DO MÊS

Deus pensou em você!





Deus pensou em você!
Na manhã de hoje...Deus pensou em você. Não diferente de ontem, precisamente ele calculou todos os riscos possíveis, que você correria neste dia, sem a intervenção dele em sua vida.
Pensou em que circunstâncias Ele teria que atuar a seu favor e através de você, com a legítima vontade de lhe abençoar.
Programou sua agenda de forma que seus sonhos se realizassem e suas expectativas fossem atingidas. Porém, observou que partes do dia ,várias vezes, (onde lhe deu liberdade de ação )você teve oportunidade de pedir ajuda e não o fez...e então conclui que por mais bem ele o fizesse e por mais bênçãos o desse, ainda assim,partes de suas escolhas seriam sem consultá-lo. Que pena! Sofrimentos poderiam ter sido evitados, dores não sentidas, frustrações não ocorridas e derrotas não vivenciadas. Porém, só assim você entendeu, já no finalzinho do dia, que era mais sensato e inteligente e bem menos dolorido, ter dito: Pai, me ajude... Mas amanhã é outro dia e tudo pode ser diferente. Já é tarde, Ele continua a te proteger e esperar a tua manifestação de filho. Seja sensato e não vá pra cama sem falar com Deus .Uma oração por menor que seja, poderá fazer uma grande diferença em sua vida.
"Que Ele cresça e que você diminua..."
(parafraseando- João Batista)
Deus te abençoe!
Pela cruz de Cristo,Maristela Guimarães.