KOYNONIA-KOYNONIA-KOYNONIA-KOYNONIA-KOYNONIA-KOYNONIA

KOYNONIA - IRMÃO - KOYNONIA - UNIÃO - KOYNONIA - COMUNHÃO - KOYNONIA - UNIÃO - KOYNONIA - IRMÃO - KOYNONIA -

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Portas abertas...



"Estas coisas diz o santo, o verdadeiro, aquele que tem a chave de Davi, que abre, e ninguém fechará, e que fecha, e ninguém abrirá:Conheço as tuas obras — eis que tenho posto diante de ti uma porta aberta, a qual ninguém pode fechar — que tens pouca força, entretanto, guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome."  
(Apocalipse 3.7,8)

Filadélfia é a igreja que e marca, nesta epístola, como igreja da porta aberta. A escolhida entre todas pela sua essência...  A Filadélfia, hoje, sou eu e você. Deus está olhando para dentro de nós. E se Ele achou algo bom, uma porta aberta estará. Um povo escolhido pelo Senhor para desafios, oportunidades e realizações. Fico pensando na indiferença de portas que a gente bate, bate, e elas nada respondem... Elas não se abrem. Portas fechadas. Quanto insistimos com portas que se trancaram! Quantos chorando porque as portas estão teimosamente cerradas. Quantos desanimados, porque parece, que as portas nunca mais se abrirão... Não para Filadélfia! Para Ela, Deus presenteou com uma porta aberta, maravilhosamente, aberta. Aquele que conhece nosso caminho e e os segredos do nosso coração. 

"Existe uma porta aberta. Olhe para essa porta aberta com fé!!   Você atravessou esta noite, em grande angústia. Você tem esperado a resposta de Deus para certo problema,realmente sério. E você tem batido insistentemente à porta da misericórdia divina, aguardando resolução daquela dificuldade quase insolúvel. Creia que esta porta, que é uma nova oportunidade, representa novo desafio à vitória. Porque é porta do testemunho cristão. De você está sendo exigido testemunho robusto do amor e do poder de Deus em sua vida. "

Esse texto foi adaptado do Devocional - Dia a dia com Deus. 


Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães. 

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Para sempre...



Para sempre é o nome de um dos filmes que assisti nessas férias.  Um filme baseado em fatos reais, o que me faz gostar ainda mais, a história de um homem que tem de reconquistar a esposa, que perdeu a memória após um acidente de carro.  O mais interessante é que ela escolhe seguir sem ele, viver o passado que é a única coisa que se lembra.  Ele respeita a decisão da esposa, distanciando-se. Quando ela percebe que ele é a única pessoa que a ama de qualquer forma... mesmo não recuperando a memória, ela escolhe amá-lo, novamente. 
Creio: A mente pode não ter um passado mas o amor verdadeiro terá sempre um futuro. 
E eles tiveram, inclusive, com três filhos por testemunhas. 
O amor legítimo vencerá em qualquer situação. Como diz Paulo... "o amor tudo crê, tudo espera, tudo suporta." 
O amor legítimo ama em todo tempo... junto ou afastado, porque o mais importante é a felicidade do outro. Duas vidas que celebraram o amor. 

Um filme que vale a pena assistir. 

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

sábado, 16 de janeiro de 2016

Gente que resiste a benção por não acreditar...


Certa mulher tinha medo de voar. Depois do voo, perguntaram se ela tinha ficado nervosa. " Não", respondeu ela, "só não consegui ficar sentada na poltrona.

Certo rei deixou o servo cuidando do castelo enquanto viajava. O rei tinha um falcão. O servo nunca vira um falcão, então não acreditando que aquele pássaro era um verdadeiro falcão...achou que era um pombo deformado. Com pena do pássaro, cortou suas garras para que ficasse mais parecido com um pombo.

Certo príncipe muito bonito apaixonou-se por uma simples criada. Ela não era atraente. Ela não acreditava no amor dele. Como você pode me amar? Não sou bonita.. não sou rica. Não sou de linhagem real. Simplesmente amo você , respondeu ele. O príncipe a pediu em casamento. ainda não acreditando no amor dele, aceitou. Aceito casar com você. Vou limpar sua casa, preparar sua comida e ter filhos com você. Mas não quero me casar por aquilo que você fará por mim. Quero me casar porque amo você. E assim eles se casaram. Ela limpava-lhe a casa, preparava-lhe a comida e teve filhos com ele. Ele a amava. Mas ela a deixou. Segundo disse a uma amiga, ela achava que ele não a amava. 
Três pessoas que não acreditaram.
Você não é assim, né?
Por hoje,
Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Pés na terra e coração no céu...



"Ainda que eu andasse pelo vale 

da 


sombra da morte, não temeria 


mal 


algum, porque tu estás comigo; a 


tua vara e o teu cajado me 


consolam."



(Salmos 23.4)




"A gente tem muita pressa pra 

mostrar fachada bonita e pouca 


paciência pra firmar alicerces 


fortes e  resistentes. A beleza da 


casa é resistir ao vento."




Aprendi muito cedo que o mundo é perigoso, que as pessoas 

não são confiáveis e que eu sou capaz de cometer os piores 



erros. estou numa realidade de pecado, é isso!



Preciso de Deus comigo pois o mundo é perigoso. Não tem 

outra opção de segurança... os maiores e bem treinados 


policiais não podem nos livrar dos perigos deste mundo. 


Sozinho ou em companhia, você estará em perigo sempre, 


armado ou não! Viver é correr risco. Minha fé em Deus é o 


manto que cobre-me... ela me protege. Fisicamente, estamos 


propensos a tudo.  Eu sempre precisei sair cedo de casa pra 


trabalhar. Era segunda, após um domingo de adoração 


maravilhoso, ainda estava numa sintonia com Deus tão 


intensa, que andava e cantava na alma... quando de 


repente 


avistei um homem vindo em minha  direção com um jornal 


enrolado em uma das mãos. Olhei, achei algo estranho, mas 


continuei naquela atmosfera intensa até Deus falar comigo: 


"Não tenha medo, olhe pra trás." Perguntei, como? 


Novamente, Ele disse: Olhe pra trás! E olhei, e vi aquele 


homem quase que cheirando meu pescoço. Por um momento 


gelei... mas ele saiu correndo como se tivesse visto algo 


muito diferente de mim. Sim, eu sei que Deus naquele 


momento se manifestou. Ele me protegeu... só me lembro 


que dei um grito e saí correndo depois dele, claro. 


Viver é correr risco! Correr risco de acreditar e confiar nas 


pessoas... emocionalmente , somos frágeis e vulneráveis. 


Temos brilho, mas um brilho da luz de uma vela que basta 


um simples sopro que ela se apaga. Não podemos amar 


sozinho, acreditar sozinho, doar sozinho... nem um passo se 


quer. Viver é correr rico e  amar, mais ainda! 

Li hoje,"Você só terá medo de falar do seu passado se ele for 


vivo no seu presente. O homem que esconde seus erros 


não tem direito de falar de seus acertos..." 


Uau, pensei:  preciso falar de meus erros! Nós seres 

humanos somos assim, abafamos os erros e propagamos os 


acertos. Não queremos e nem desejamos que outros saibam 


que não somos perfeitos. Eu sei, todo mundo é imperfeito 


mas, gostamos de ostentar perfeição. Porém, viver é correr 


risco e errar é fundamental. Não erramos porque 


queremos, 


erramos porque somos incapazes de fazer o que é certo, 


sozinhos. Ai de mim se não fosse a voz de Deus me 


redirecionando ao caminho que ele quer. Logo de manhã 


pensei assim: Deus não só nos fala o que  quer, como 


também, nos convence do que Ele quer. 


Isso me consola.



Mas o que me der ouvidos habitará em segurança, e estará 


livre do temor do mal. Pv. 1.33



Tempos difíceis não são tempos para desistir... mas, resistir! 


E resistindo, nos redescobrimos. E então... pés na terra e 


coração no céu!



Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.



domingo, 10 de janeiro de 2016

A máxima de Deus...



O pastor Hernandes Dias lopes afirma:  "A maior necessidade da igreja é a restauração da autoridade suprema da Palavra de Deus para reger a vida do povo. Vivemos quatro graves problemas na igreja: 1) Liberalismo; 2) Sincretismo; 3) Ortodoxia morta; 4) Analfabetismo bíblico.  

O AJUNTAMENTO PARA OUVIR A PALAVRA DE 
DEUS - Neemias 8.1-18
1. É espontâneo – v. 1
Deus moveu o coração do povo para reunir-se para buscar a Palavra de Deus. Eles não se reuniram ao redor de qualquer outro interesse. Hoje o povo busca resultados, coisas, benefícios pessoais e não a Palavra de Deus. Querem as bênçãos de Deus, mas não Deus. Têm fome de prosperidade e sucesso, mas não têm fome da Palavra.
2. É coletivo – v. 2,3
Todo o povo: homens e mulheres reuniram-se para buscar a Palavra de Deus. Ninguém ficou de fora. Pobres e ricos, agricultores e nobres, homens e mulheres. Eles tinham um alvo em comum, buscar a Palavra de Deus. Precisamos ter vontade de nos reunir não apenas para ouvirmos cantores famosos ou pregadores conhecidos, mas reunirmos-nos para ouvirmos a Palavra de Deus. O centro do culto é a pregação da Palavra de Deus.
3. É harmonioso – v. 1
“Todo o povo se ajuntou como um só homem” (v.1). Não havia apenas ajuntamento, mas comunhão. Não apenas estavam pertos, mas eram unidos de alma. A união deles não era em torno de encontros sociais, mas em todo da Palavra de Deus.
4. É proposital – v. 1
“e disseram a Esdras, o escriba, que trouxesse o livro da lei de Moisés, que o Senhor tinha prescrito a Israel” (v. 1). O propósito do povo era ouvir a Palavra de Deus. Eles tinham sede da Palavra. Eles tinham pressa de ouvir a Palavra. Não era qualquer novidade que os atraía, mas a Palavra de Deus. "
Concluindo: A experiência é para fortificar a fé mas, a Palavra, é para instruir a fé. Algumas pessoas dão mais valor à experiência. Querem ouvir vários testemunhos, se alimentam do fast food evangélico: Veja o que Deus fez!... e assim, caminham sem saber pra onde estão indo.
 " A Verdade deve ser o critério da experiência e nunca a experiência o critério da verdade. "
Boa noite!
Pela cruz e Cristo, Maristela Guimarães.




sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Quando o que lhe restar for um sonho...



Pense em Moisés... lute!

"Quando a minha atitude é correta, não existe nenhuma barreira muito alta, nenhum vale muito profundo, nenhum sonho inatingível, nenhum desafio muito grande para mim."                                                                              
 Charlles Swindoll

Pense em Habacuque... fique atento!

"O mundo do cego é limitado pelos olhos que não veem. O mundo do ignorante é limitado pelo conhecimento que não adquiriu. O mundo do medíocre é limitado pelos sonhos que não têm."

Pense em Calebe e Josué... acredite!!

“Dez viram o problema; dois, a solução. Dez viram os obstáculos, dois, o caminho. Dez impressionaram-se com o tamanho dos gigantes; dois, com o tamanho de Deus. Dez focalizaram o que não podia ser realizado, dois, o que podia ser facilmente executado pelo poder de Deus”.
                                                                                Charles Swindoll 

Pense em José... não desista! Não pare de sonhar!

"Se Deus decidiu colocar você no palácio, ninguém mais poderá mantê-lo no poço." 

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Nós nos saudamos, mas não nos falamos...

   

Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? (João 14.9)
Um dos amigos de Voltaire, conta-se em seu diário pessoal, impressivo incidente da vida do grande escritor o filósofo francês do século XVIII.  Uma procissão religiosa atravessava, solene, as ruas de Paris, carregando, comovidamente, um crucifixo. Quando o séquito passou por Voltaire, que estava acompanhado por um dos seus amigos mais íntimos, este se surpreendeu ao ver o pensador francês tirar o chapéu, num ato de referência. Perguntou-lhe então: – Voltaire, acaso tu te reconciliaste com Deus? Ironicamente, respondeu Voltaire, com aquela ironia que lhe era tão peculiar. – “Nós nos saudamos, mas não nos falamos”...
Palavras de um filósofo, realidade de muitos...
Não pensem que essa frase somente se aplica a incrédulos confessos. Não, claro que não! Existem muitas pessoas, que se dizem crentes em Deus, vivendo somente de saudações cristãs. É triste porém, verdade. Se nos fere ver alguém que gostaríamos de ter ao lado e, às vezes, o que nos resta é somente uma saudação... imagine o que Deus não sente?
Jesus fez uma pergunta a Filipe, que serve pra nós.  Estamos tanto tempo com Ele nos cultos, nas igrejas, nos encontros de células, nas reuniões extras, shows,etc.  Passamos mais tempo com as pessoas do que com Ele. Não são palavras de censura, mas de incentivo. Oswald Chambers comenta: “ Jesus é a última pessoa que chegamos a conhecer intimamente. Antes do Pentecostes, os discípulos conheciam Jesus como aquele que lhes dera poder para vencer demônios e para promover um avivamento, Luc.10.18-20. Era um excelente nível de conhecimento; mas havia um nível ainda mais elevado – "Eu vos chamo amigos". A amizade é rara na terra. Ela significa identificação mútua de pensamento, alma e espírito. Toda a disciplina da vida tem por finalidade capacitar-nos a entrar nesse relacionamento mais íntimo com Jesus Cristo. Recebemos as suas bênçãos e conhecemos a sua Palavra, mas será que o conhecemos como Ele é?
Jesus disse: "Convém-vos que eu vá" – aquele relacionamento precisava terminar para que ele pudesse elevá-los a um relacionamento mais sublime. Será sempre uma alegria para Jesus ver um discípulo seu interessar-se por viver através duma maior intimidade n’Ele. O aparecimento de frutos é sempre apresentado como a manifestação de uma união íntima com Jesus Cristo, João 15.1-4.
Depois que nos tornamos íntimos com Jesus, nunca nos sentiremos sós, nunca precisamos de conforto; podemos dar de nós mesmos o tempo todo sem nos sentirmos desprovidos de nada. A pessoa que conhece Jesus intimamente nunca deixará para outros suas impressões próprias, mas apenas a impressão de que Jesus está achando o caminho livre através de sua vida, já que o derradeiro abismo que restava em sua natureza foi totalmente preenchido por Jesus. A única impressão deixada por uma vida assim é a grande firmeza interior que o Senhor dá àqueles que se tornam íntimos com Ele.”
Pense nisso!

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Li, gostei,postei.... A arte de doar tempo.

Assisti recentemente ao filme “O Preço do Amanhã”,  no qual, em um futuro próximo, o envelhecimento passa a ser controlado para evitar a superpopulação, tornando o tempo a principal moeda de troca. Um cafezinho custa 3 minutos. Um carro de luxo, 20 anos.
As pessoas vivem tranquilamente até os 25 anos. Ao atingirem essa idade, recebem um relógio subcutâneo no braço com um ano de crédito e passam a trabalhar para ganhar tempo para viver e para pagar as contas. Quem fica rico pode viver centenas de anos sem nunca deixar de aparentar 25 anos.
Todas as relações comerciais agora são desenvolvidas por meio de compra, venda, troca e doação de tempo. Se o relógio de alguém chega a zero, a pessoa cai morta onde estiver. Uma proposta instigante.
De fato, o tempo é um bem limitado. Quando estamos impacientes com as crianças, dizemos: “Ei, não tenho todo o tempo do mundo!”. Queremos dizer que não aceitamos que “tomem o nosso tempo”. No filme isso seria possível; alguém poderia ser roubado, à noite.
Pessoas educadas dizem: “Posso tomar alguns minutos seus?”. E depois agradecem: “Obrigado pelo seu tempo”. O tempo é reconhecido como um “objeto de valor”.
Veja como isso é verdade: Você marca um encontro para as 6h e, cuidadoso, chega até antes. Mas sua contraparte chega às 7h e diz: “Desculpe o atraso”. Ok, mas o que você fez nesse tempo? Se já conhecia o jeito da pessoa, pode ter levado um livro para ler ou o caderno para estudar. Mas, se estava desprevenido, sente-se roubado naquilo que poderia ter feito com essa hora “perdida”.
Há, inclusive, um custo social para o mau uso do tempo. É quando uma pessoa (ou instituição) se apropria do tempo de muita gente. Isso acontece, por exemplo, quando um médico dá um “chá de cadeira” em seus pacientes, deixando-os esperar por horas. Pode acontecer o mesmo em qualquer sala de espera. As filas desproporcionais e os engarrafamentos de trânsito são outros exemplos. Há organizações especializadas em medir e quantificar o custo desse tempo perdido, em termos nacionais.
Quando ouço que a água é um bem escasso e não renovável, que devemos usá-la com consciência, penso no meu tempo de vida e em como usá-lo com sabedoria.
De todas as coisas que podemos fazer com nosso tempo, a mais improvável é “doá-lo” -- usá-lo como “serviço” gratuito aos outros --, porque a lógica diz que cada um deve usar o seu ou vendê-lo. Então contemplo o Natal de Jesus; e naquela manjedoura percebo Deus entrando no tempo para doá-lo inteiramente a nós. Ao iniciar sua vida pública, Jesus sabia que já lhe restava pouco tempo. Mas estava disposto a oferecê-lo.
Qual é o maior presente que alguém pode dar? Talvez a vida. Mas se déssemos “tempo”, não estaríamos dando “vida”? A nossa vida? Penso imediatamente em doação de tempo entre cônjuges, pais e filhos, família, amigos -- e tempo para Deus! Sim, nosso presente maior para eles talvez seja nosso tempo. Já não falo do tempo que “me tomam”, mas daquele que, deliberada e alegremente, ofereço.
Gostaria de aprender a arte de doar tempo. Mais do que isso, doar “o melhor do meu tempo”, para que, quando meu relógio chegar a zero, eu saia do tempo rico em amizades.      
( fonte: Ultimato - Rubem Amorese)
#Fica a Dica!
Boa noite!
Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães. 

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Tudo para Ele...

Não fujamos do Ponto Crucial
"Segundo a minha ardente expectativa e esperança de que em nada serei envergonhado; antes, com toda a ousadia, como sempre, também agora, será Cristo engrandecido no meu corpo, quer pela vida, quer pela morte", Filipenses.1.20

Tudo Para Ele. 
"Segundo a minha ardente expectativa e esperança de que em nada serei envergonhado..." Todos nós nos sentiremos muito envergonhados se não nos rendermos a Jesus justamente naquilo em que ele pediu que o fizéssemos. Paulo diz: Estou determinado a entregar tudo para ele". Fazê-lo é uma questão de vontade e não de discussão ou de racionalização mental e teológica, mas duma rendição da vontade que somos, uma rendição absoluta e irrevogável em tudo quanto nos pede. Uma consideração excessiva por nós próprios é o que nos tem como impedir de tomarmos essa decisão a sério, mesmo embora a rotulemos de consideração pelo próximo. Quando levamos em conta o que a nossa obediência ao apelo de Jesus custará aos outros, na verdade estamos como que explicando a Deus que ele não sabe o que ela significa. Não fujamos do ponto crucial; ele sabe. Desmanchemos todas as outras considerações e mantenhamo-nos diante de Deus com apenas este propósito: "Tudo Para Ele". Estou decidido a viver absoluta e inteiramente só para ele?
Minha ousadia pela Sua santidade. 
Quer isso implicasse a vida ou mesmo a morte, não importava! V. 21 Paulo decidira que nada o impediria de fazer exatamente o que Deus queria. A ordem de Deus tem de conseguir trazer e produzir uma crise em nossa própria vida, caso não a atendamos se vier de forma mais suave. Ele nos conduz ao ponto em que nos pede para darmos o máximo de nós por ele e nós começamos a argumentar. Então ele lança mão de uma crise providencial sobre nós na qual somos forçados a tomar uma decisão — a favor ou contra; logo ali, nesse ponto deparamo-nos com uma grande encruzilhada.
Se você enfrenta agora essa crise em qualquer aspecto da vida, renda a sua vontade a ele de forma absoluta e irreversível.( Fonte - Devocional Tudo para Ele.)
Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães

KOYNONIA - DESTAQUES DO MÊS

Deus pensou em você!





Deus pensou em você!
Na manhã de hoje...Deus pensou em você. Não diferente de ontem, precisamente ele calculou todos os riscos possíveis, que você correria neste dia, sem a intervenção dele em sua vida.
Pensou em que circunstâncias Ele teria que atuar a seu favor e através de você, com a legítima vontade de lhe abençoar.
Programou sua agenda de forma que seus sonhos se realizassem e suas expectativas fossem atingidas. Porém, observou que partes do dia ,várias vezes, (onde lhe deu liberdade de ação )você teve oportunidade de pedir ajuda e não o fez...e então conclui que por mais bem ele o fizesse e por mais bênçãos o desse, ainda assim,partes de suas escolhas seriam sem consultá-lo. Que pena! Sofrimentos poderiam ter sido evitados, dores não sentidas, frustrações não ocorridas e derrotas não vivenciadas. Porém, só assim você entendeu, já no finalzinho do dia, que era mais sensato e inteligente e bem menos dolorido, ter dito: Pai, me ajude... Mas amanhã é outro dia e tudo pode ser diferente. Já é tarde, Ele continua a te proteger e esperar a tua manifestação de filho. Seja sensato e não vá pra cama sem falar com Deus .Uma oração por menor que seja, poderá fazer uma grande diferença em sua vida.
"Que Ele cresça e que você diminua..."
(parafraseando- João Batista)
Deus te abençoe!
Pela cruz de Cristo,Maristela Guimarães.