KOYNONIA-KOYNONIA-KOYNONIA-KOYNONIA-KOYNONIA-KOYNONIA

KOYNONIA - IRMÃO - KOYNONIA - UNIÃO - KOYNONIA - COMUNHÃO - KOYNONIA - UNIÃO - KOYNONIA - IRMÃO - KOYNONIA -

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Inquietações da alma...

humildeSituações nesta vida me fazem sentir, que não sou forte a ponto de até resistir...
Nestes terríveis momentos os maus pensamentos me querem levar
A um extremo de vida, que meu equilíbrio se deixa enganar.
Instantes que se prolongam tentando mudar, tudo que já se fez novo, pois Cristo mudou...
Tentando hoje trazer, o que eu tento esquecer, sou vencedor e ninguém poderá me deter.11079557_10153923303018868_2598818306049762094_n (1)
Pois eu sei, que jamais, eu provado serei, além do que eu possa suportar.
E se ainda eu cair e pensar que é o fim, Jesus me ergue e segue junto a mim.(Logos – Situações)

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães

domingo, 28 de junho de 2015

O mistério da nuvem pequena...

tumblr_lptrpdwx911qcjplio1_500Tinham se passado três anos sem chuva. A terra estava esturricada, os animais morriam o povo desesperava. Elias sabia que era a hora de se ver chuva novamente. Mas não havia sinais no céu de chuva iminente. Elias então orou e sucessivamente mandou seu moço olhar o céu para as bandas do mar. À sétima vez o moço voltou e disse: "Eis que se levanta do mar uma nuvem pequena como a palma da mão do homem" (I Reis 18:44). Isso foi suficiente para o profeta que logo mandou avisar o rei Acabe: A chuva está chegando!
Parece que a igreja e os crentes modernos só se movem com terremotos de poder e maravilhas fantásticas. Corremos atrás de grandes números, de estádios cheios, de ministérios milionários. Perdemos a habilidade de ver Deus nas pequenas coisas e como consequência raramente o vemos. E pior ainda, concluímos que ELE está ausente. Precisamos urgentemente de renovar nossa fé. Esta fé que consegue enxergar uma tempestade vendo apenas uma nuvem do tamanho da mão de um homem e saber que ali está a resposta da oração de três anos!

Não estou falando de crendice fácil ou de fé barata ou ainda de satisfação com insignificâncias. Estou pensando na habilidade demonstrada por muitos servos do Senhor e pelo Mestre de ver aquilo que os olhos humanos não entendem. De ver além do mero raciocínio. De crer nas pequenas demonstrações da ação de Deus. Se há algo que a Bíblia nos ensina é a não menosprezar a ação de Deus. Meditemos um pouco em alguns episódios bíblicos.

Imagine que você fosse o faraó do Egito. Vê chegando ao palácio um velhote de 80 anos andando apoiado num bordão, sujo do deserto, cheirando a ovelhas que lhe diz que vem da parte do Deus altíssimo. Acreditarias? Daria ouvidos a seu discurso? Era uma nuvem pequena demais... mas era o homem de Deus para o momento e pelo poder do Senhor o Egito se curvou diante daquele bordão de pastor( Êxodo 4:18-31).

Imagine que você fosse um habitante de Belém e visse duas mulheres chegando de Moabe. Uma delas, já idosa, e a outra com características claras de ser uma estrangeira. Daria algum valor? Tiraria alguma conclusão? Era uma nuvem pequena demais... mas da descendência daquela mulher estrangeira nasceria o maior rei da história de Israel, aquele que daria nome à sua capital e seria o antecedente do Messias( Rute 1:16-22).

Imagine que acompanhava Samuel à casa de Jessé e depois de ver passarem seus belos filhos mais velhos, Eliabe, Aminadabe e Samá via chegar o caçula, ruivo, de aspecto ainda um tanto pueril de olhar límpido e barba rala clarinha. Faria grande julgamento dele? Acreditaria em seu potencial? Era uma nuvem pequena demais... mas era ele o escolhido de Deus, o ungido do Senhor, o vencedor de Golias, o fundador da dinastia eterna, o grande Davi ( I Samuel 16:1-13).

Imagine que estava às portas de Babilônia e via chegando um bando de prisioneiros. Entre eles, alguns jovens de olhar assustado. Um deles com ar meditativo e abstraído do que se passava. Eram escravos, de um povo conquistado, numa terra estrangeira e cheia de novidades desconhecidas. Que se poderia dar por eles? Como acreditar em seu futuro? Logo estariam assimilados. Eram nuvens pequenas demais... mas ali estava um que seria primeiro ministro de Nabucodonosor e sobreviveria ao próprio império babilônico para ser ainda grande na dominação dos Persas ( Daniel 1:1-21; 2:47-49).

"Nosso Deus gosta de usar as coisas pequenas deste mundo para confundir as grandes! "

Jesus foi o Mestre das nuvens pequenas. Ele valorizou a oferta minúscula da viúva pobre, recebeu crianças pequenas sem valor, gastou tempo com a mulher samaritana (levaria ao ganho de toda a aldeia para o reino), viu Zaqueu escondido na árvore. Jesus não desprezava as nuvens pequenas porque sabia ver nelas a chuva da abundante graça de Deus.

Quero ver melhor. Quero olhar o céu e mesmo quando só puder ver uma nuvenzinha do tamanho da mão de um homem saber que é sinal de chuva grossa. Quero aprender a avaliar como o meu Senhor a ver o meu Deus nas pequenas coisas e não só nas grandes. E o convido a entrar nessa senda comigo. É um caminho estreito, mas abençoado. Pouco percorrido, mas feliz. De pouca divulgação, mas muita glória. É o caminho daqueles que crescem na capacidade de ver com os olhos da fé. Pela misericórdia do Deus que sejamos despertados para essa caminhada. (Autor - Joed Venturini)

Boa noite!

pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Café e outras coisas...

 

30996924727-550x667

Quem constrói a casa não é quem a ergueu, mas quem nela mora.
Mia Couto

“Deixa os nossos olhos se encontrarem outra vez, e outra, até nascer aquele sorriso bom que acontece quando a vida da gente se sente olhada com amor. Senta apenas ao meu lado e deixa o meu silêncio conversar com o seu. Às vezes, a gente nem precisa mesmo de palavras.”

Nós lemos emoções nos rostos, lemos os sinais climáticos nas nuvens, lemos o chão, lemos o Mundo, lemos a Vida. Tudo pode ser página. Depende apenas da intenção de descoberta do nosso olhar.

Mia Couto

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Crer nunca é em vão...

"Ao homem que teme ao Senhor..." Sal.25.12

ymariiVocê se acha obcecado com algo? Talvez diga: "Com nada". Mas, o fato é que todos nós nos apegamos a alguma coisa, em geral a nós mesmos, ou, se somos cristãos, à nossa experiência evangélica. O salmista diz que devemos ser apegados ao temor de Deus. Devemos estar permanentemente conscientes de Deus e não apenas pensar n'Ele de vez em quando. Toda a nossa vida interior e exterior deve estar a ser influenciada pelo temor a Deus, pela consciência de Sua presença. Uma criança é normalmente tão carente de sua mãe que, embora não esteja pensando nela, quando surge um problema, a primeira coisa que lhe ocorre é sua relação com ela. Assim devemos nós viver também, mover-nos e existir em Deus, Atos.17:28 e relacionar tudo com Ele, por estarmos mais conscientes d'Ele do que de qualquer outra coisa deste mundo.

Se estamos de fato conscientes de Deus, nada mais pode interferir, nenhuma preocupação, nenhuma tribulação, nenhuma ansiedade. Percebemos, então, por que razão o Senhor falou tanto do pecado da preocupação. Como nos atrevemos a ser tão incrédulos quando Deus está ao nosso redor? Estar consciente da presença de Deus "e andar e viver n'Ele", Atos.17:28, é ter uma barreira eficaz contra qualquer dos ataques do inimigo.

"... Repousará a sua alma", Sal.25:13. Na tribulação, na incompreensão, na calúnia... Se nossa vida estiver oculta com Cristo em Deus, ele nos manterá tranquilos no meio de todas essas coisas. Mas, às vezes nós nos privamos da maravilhosa revelação desse permanente companheirismo de Deus. "Deus é o nosso refúgio", Sal.46:1 - nada nos invadirá dentro desse abrigo. ( Fonte- Tudo para Ele)

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães

domingo, 21 de junho de 2015

O poder do Espírito Santo...

 B13U-kOIUAEfInQCremos no poder do Espírito Santo. O pai enviou o seu Espírito para dar testemunho do seu Filho. Sem o testemunho dele o nosso seria em vão. Convicção de pecado, fé em Cristo, novo nascimento cristão, é tudo obra dele. De mais a mais, o Espírito Santo é um Espírito missionário, de maneira que a evangelização deve surgir espontaneamente numa igreja cheia do Espírito. A igreja que não é missionária contradiz a si mesma e debela o Espírito. A evangelização mundial só se tornará realidade quando o Espírito renovar a igreja na verdade, na sabedoria, na fé, na santidade, no amor e no poder. Portanto, instamos com todos os cristãos para que orem pedindo pela visita do soberano Espírito de Deus, a fim de que o seu fruto todo apareça em todo o seu povo, e que todos os seus dons enriqueçam o corpo de Cristo. Só então a igreja inteira se tornará um instrumento adequado em Suas mãos, para que toda a terra ouça a Sua voz.

O Pacto de Lausanne

Pela cruz de Cristo,Maristela Guimarães

sábado, 20 de junho de 2015

A árvore e o cristão... uma analogia.

"Há Esperança para a Árvore, que mesmo cortada, é que torne a brotar, E que não cessem os seus Frutos." Jó.14:7árvore2

Jeremias 17
7Mas bendito é o homem cuja confiança está totalmente depositada em Yahweh, cuja fé está no SENHOR. 8Ele será como uma árvore plantada junto às boas águas e que estende as suas raízes para o ribeiro. Uma árvore que não se afligirá quando chega o calor, porque as suas folhas estão sempre viçosas; não sofre de ansiedade durante o ano da seca nem deixará de dar seu fruto!”

João 15:6
Se alguém não permanecer em mim, será como o ramo que é jogado fora e seca. Então, esses ramos são juntados, lançados ao fogo e queimados. arvore3

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

terça-feira, 16 de junho de 2015

Um coração que trabalha para Deus...

deus-me-ama-porque-ele-e-amor

“..., em todas as coisas sejam criteriosos. Torna-te, pessoalmente, padrão de boas obras.” — Tito 2: 7,8

"Uma das maiores qualificações para sermos úteis no serviço do Senhor é um coração que verdadeiramente deseja a Sua honra".

Pastor Chinelato perguntou hoje, no twitter: QUEM SÃO OS VASOS QUE DEUS USA? E, ele mesmo respondeu:
Deus busca seus vasos, dentre as pessoas cheias de seu Espirito, vitoriosas sobre o pecado, aquelas que mesmo sem ter nada possuem tudo. Veja algumas características dessas pessoas;
Não pensam em dinheiro, sabem que para onde Deus aponta Ele paga a conta;
Ama e conta com todos, não é dependente de ninguém, dependem exclusivamente de Deus;
Em suas noites mais escuras, elas oram e confiam que novas são todas as manhãs;
Sabem que a principal função do Espirito Santo é a comunhão... primeiro em seu lar, com seu pastor, com toda a igreja e em seu trabalho secular. São conhecidos pelos frutos e sabem que a árvore que não der fruto será cortada e lançada no fogo. Jo 15.6.

"Somente quando os homens aprendem o segredo da oração na adoração, é que Deus se aproxima."

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Cristão não se vinga... cristão perdoa!

0 boa noite 380771_414862878565471_100859970_n

Romanos 12: 18 a 21
Amados, jamais procurai vingar-vos a vós mesmos, mas entregai a ira a Deus, pois está escrito: “Minha é a vingança! Eu retribuirei”, declarou o Senhor.

E ainda tem gente que diz que vingança é prato que se come frio... só se for no inferno! No céu, não!

Me choca ver como tem cristãos envolvidos com esse sentimento de vingança. famílias vivendo discórdias entre si e alimentando tais sentimentos. Casais que por qualquer coisa dão o troco... sentimento mesquinho. Tal sentimento, não sustentado por Deus. Pessoas de Deus não se vingam... perdoam mesmo sendo ridicularizadas, ofendidas,machucadas, humilhadas e inferiorizadas. O reino dos céus é porta aberta para manifestação de misericórdia, lugar de amor... toda vez que algum cristão pensa em se vingar ele já está sendo influenciado pelo mal. Quem age por vingança está acompanhado da comitiva do inferno... não está com Deus. Avalie se todas as vezes que você tentou se vingar sua ação no final foi positiva para você. Nunca é... porque Deus não abençoa tal postura.

...Ao contrário: “Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porquanto agindo assim amontoarás brasas vivas sobre a cabeça dele. … “ Romanos 12.21

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Quando a inspiração acompanha a visão...

mensagens_bíblicas-18505

A paciência não tem nada a ver com indiferença; a paciência dá-nos a ideia de alguém muito forte e seguro que resiste a todos os embates e atentados interiores. A fonte que alimenta essa paciência é a visão de Deus, porque transmite inspiração interior. Moisés resistiu não porque tivesse um ideal de justiça e de dever para cumprir, mas, porque obtivera uma visão de Deus. Ele "permaneceu firme como quem vê aquele que é invisível", Heb.11.27. O homem que obtém uma visão de Deus não se dedica a uma causa ou a outra questão qualquer; dedica-se ao próprio Deus. É sempre possível saber quando a visão é de Deus por causa da inspiração que a acompanha; as experiências da vida passam a ter grandeza e importância, porque tudo é vivificado em Deus. Se Deus o submeter a um período de tentação e provação no deserto - como fez com Seu próprio Filho, que esteve num deserto real - durante o qual não lhe falar uma palavra sequer, resista; e a força para resistir está ali porque você tem uma visão de Deus vivendo dentro de si. A prova de que temos uma visão é que estamos buscando algo muito para além do que já alcançamos. Se o que temos é o que experimentamos apenas, nada temos na verdade; mas, se o que temos é a inspiração daquela visão de Deus, já temos mais do que podemos experimentar. ( fonte – Tudo para Ele)

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Enfrentando os desafios da vida...

tumblr_mf05a1L8l21qiidado1_r1_500"Bem -aventurado é o varão que não anda segundo os conselhos dos ímpios nem se detém nos caminhos dos pecadores e nem se assenta nas rodas dos escarnecedores"... (Salmo1)

Somos quais crianças aprendendo, diariamente, a viver...Recebemos o novo sempre, todos os dias, nele nos vemos perdidos e iludidos, por vezes atônicos e até encantadamente, sorrindo! Se a vida é uma estrada, bom é caminhar por ela e perceber as curvas, os buracos, os perigos, o asfalto longo e solitário e também, claro, admirar a paisagem, as pessoas... Nessa estrada construímos anos de amadurecimento e felicidade! Pessoas passam, pessoas ficam, pessoas marcam nossas vidas e são marcadas por elas. Na lucidez percorremos nosso caminho com Deus. Sem fantasiar, sem nos narcotizar, sem nos poupar... inteiros e intensos, verdadeiros e realistas, ousados e sonhadores!

Na vida, a maior marca deve ser a do Espírito Santo em nós! A melhor companhia deve ser de Jesus Cristo e a maior influência ...deve ser de Deus! Precisamos ouvir o conselho de Paulo: “Antes crescei na graça e no conhecimento.” Vamos crescer na graça. Vamos amadurecer nos conselhos de Jesus. Vamos prosperar em conformidade com a Palavra. Vamos caminhar segundo os propósitos do Espírito Santo. É a trindade à nosso favor, juntamente, com a Palavra. Somos frutos da graça. Nela nos movemos e existimos... Não tenhamos medo!Vamos seguir o caminho. Vamos viver!

Promessa do salmo 1: “E o seus planos jamais serão frustrados e tudo o quanto fizer será abençoado.” Aplicação livre

Pela cruz de Cristo,Maristela Guimarães.

terça-feira, 9 de junho de 2015

A importância da casa de Deus...

maistela guimarães2

O rei Davi escreveu: “Eu amo, Senhor, a habitação de tua casa e o lugar onde tua glória assiste” (Sl 26.8).

Davi era um homem sedento por Deus. Tinha glórias e riquezas, sucesso e fama, mas seu prazer estava no Senhor. Podia frequentar os lugares mais belos, conhecer os lugares mais exóticos, mas o seu prazer era estar na presença de Deus, na casa de Deus. Davi não ama o lugar em si, amava a presença na Deus. Davi não amava uma visita passageira e irrefletida na casa de Deus, mas amava a habitação da casa de Deus. Desejava estar na casa de Deus, mais do que qualquer outro deleite da vida. Ele buscava isso com todas as forças de sua alma. Tinha anseio por Deus como os guardas anseiam pelo romper da alma. Tinha sede de Deus como as corças que correm sôfregas e arquejantes para as correntes de águas. Davi desejava habitar na casa de Deus, pois a casa de Deus é o lugar onde a glória de Deus assiste. O que é a glória de Deus? A glória de Deus não é um atributo de Deus como sua santidade e amor. A glória de Deus é a somatória de todos os atributos de Deus em seu pleno fulgor. É a manifestação máxima da presença manifesta de Deus. Davi, amava a casa de Deus porque amava a Deus. Quando encontramos Deus, encontramos o sentido da vida. É na presença de Deus que existe plenitude de alegria. É à destra de Deus que existe delícias perpetuamente. Deus é a fonte das águas vivas. O manancial de paz e alegria. Nele temos vida em abundância. Ele é o nosso prazer, nossa herança, a razão da nossa vida.

Glorificar a Deus é a razão da nossa existência, o fim principal do homem. O centro do universo é Deus e não o homem. O humanismo idolátrico é uma distorção, uma deturpação do significado da vida. Quanto mais o homem exalta a si mesmo, menos ele se conhece e mais ele se perde nos labirintos de sua própria alma. Porém, quanto mais o homem se volta para Deus, para amá-lo, conhecê-lo, frui-lo e glorificá-lo, mais encontra o sentido da vida. Só em Deus desfrutamos de vida maiúscula e superlativa. Só Jesus, o Filho de Deus, tem vida abundante para dar. Só nele desfrutamos de alegria indizível e cheia de glória. Quando Deus é o nossa herança, a nossa alegria e a nossa motivação, então, estar na casa de Deus, na presença de Deus, é a maior de todas as aventuras, o maior de todos os prazeres, o sentido maior da nossa própria vida. Pastor Hernandes Dias Lopes

E. M. Bounds disse:” homens mortos tiram de si palavras mortas e palavras mortas matam.” Lutero dizia:” Sermão sem unção endurece os corações.” Nas palavras de Jonathan Edwards, “precisamos de homens que tenham luz na mente e fogo no coração. Homens que conheçam não apenas a respeito de Deus, mas, sobretudo, conheçam a intimidade de Deus.”

Como Davi, sejamos mulheres e homens com grande apreço pela casa de Deus.

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

domingo, 7 de junho de 2015

Meu lugar de refúgio...

2eb5664c3549873d950661a03b6a2776(Provérbios 18:10) - Torre forte é o nome do SENHOR; para ela correrá o justo, e estará em alto refúgio.

A sua relação com Deus deve ser de dependência, não de cobrança. @JesusAoJovem

Para onde você corre quando as coisas não estão bem? Confesso que por muito tempo meu lugar de sossego, de tranquilidade e comunhão com Deus era a igreja. Lá em casa (a dos meus pais)era muito conturbado e só tinha um quarto pra dividir com quatro... eram três paredes para os mais velhos dos irmãos e meia, a da porta, para a caçula no caso, eu.  E por vezes tentei o banheiro... mas, não dava, sempre tinha que dizer: “Tem gente!!” Precisava de um lugar para minha solidão íntima, pessoal. Foi aí, que descobri a igreja.  Era esse lugar extraordinário que me acolheu e se tornou meu lugar de refúgio... e foi por muito tempo, até Deus  dar minha liberdade financeira, minha casa. Hoje, nela Deus me encontra e  encontro Deus em sua diversidade de revelação. Todas as vezes que o mundo tenta me devorar com suas tentações, motivações ao errado e imoral, provações e problemas, crises relacionais... corro pra minha casa. Lá, nada me alcança, só Deus. Creia, é preciso construir seu ninho de intimidade com Deus se quiseres crescer com Ele.  O lugar na verdade é só um lugar... pois o refúgio mesmo é Deus, o lugar de esconderijo. Ele nos preserva da maldade alheia. E quem nunca foi vítima de outro alguém? Quantas vezes olhei pra determinadas pessoas e me perguntei: porque fazem isso? E nunca tive resposta! Às vezes, pessoas nos magoam sem ter motivo. Pessoas nos ferem, querendo ferir, achando que estão certas... Já amei e fui punida por isso. E pra quem devemos correr? Para Deus,chorar em seu ombro e aquietar no seu colo. Quem corre pra Deus? É quem errou, pecou e feriu... quem matou com palavras e atitudes? Não, o texto inicial diz que é o justo, aquele que nada fez, que não errou, que não feriu, que não magoou. O alto refugio do Senhor é para os vitimados, humilhados e esquecidos... os desapercebidos desse mundo.

E você, já construiu seu lugar, sua tenda de encontro com Deus? Consagre um lugar de encontro com nosso Senhor e o céu descerá à terra... ali ele estará pra te acolher. Boa noite!

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães

sábado, 6 de junho de 2015

Fé, esperança e amor... do coração de um homem de Deus.

“Fé, esperança e amor.”

Os degraus da escola nos fundo do monastério, nos arredores de Amã, Jordânia, pareceram longos e embaçados, enquanto eu os descia devagar. Ia na frente, tentando esconder de meus colegas as lágrimas que insistiam em rolar. A semana já tinha sido forte. Visita, ao campo de refugiados de Zátari na fronteira com a Síria, hoje com mais de 84 mil pessoas, na maioria muçulmana, que esperam a sorte e a política mudarem. Vivem de forma provisória no meio do deserto, sem nenhuma perspectiva a curto ou longo prazo. Sobrevivem do que a ONU e o sobrecarregado governo Hashemita têm a oferecer. Visitamos ainda, famílias de refugiados urbanos que ocupam todo espaço disponível em Amã, que hoje, segundo dados oficiais, representam mais de 20% da população do pequeno reino. Estivemos também, nos bastidores do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados – ACNUR, aprendendo como é processado o cadastramento e sustento das mais de 900 mil pessoas que por ali passaram, nos últimos quatro anos. Mas, nada foi tão emocionante como esta tarde. Descendo a escadaria, deixava para trás cerca de 350 crianças e juvenis, filhos de refugiados cristãos, alguns deles desacompanhados e órfãos da guerra sangrenta, mas que encontraram refúgio no coração, alargado, do Padre Carlos, um homem singular e cheio de amor.
No refúgio, tudo é simples. Os professores, médicos, dentistas e psicólogos, são todos voluntários. Alguns estrangeiros, outros são locais. Existem ainda, aqueles que são também refugiados e estão ajudando a instituição como podem. Quando entramos em uma das salas, os cerca de 30 adolescentes presentes, ficaram de pé e sem hesitar cantaram o Pai Nosso em sua língua materna do norte do Iraque, o Aramaico. Seus olhinhos fechados e mãos estendidas a Deus, fizeram do momento um pedacinho do céu, junto das portas do inferno.
Todas estas crianças, são de famílias cristãs. Muitas das que visitamos durante a semana são muçulmanas, porém todas de igual modo, têm traumas profundos. Em uma das casas, enquanto o pai narrava a saga de expulsão e fuga de Nínive no Iraque, sua menina de sete anos começa chorar compulsivamente dizendo: tudo ficou lá. Eu não tenho mais nada e não tenho mais nenhum amigo ou família, soluçava a pequenina. Assim como a viúva que teve o marido morto em sua frente e na presença de netos e nora, cuja a única opção foi fugir.
Sem dúvida, nesta semana minha vida mudou profundamente. Podemos ter miséria e privações em nossa terra, mas nada se compara às que vimos e ouvimos aqui. A ausência de perspectiva e de possibilidade, vai exterminando os sonhos dos mais velhos e aniquilando o potencial dos pequenos. Em Zátari, por exemplo, de acordo com o coordenador da UNICEF, das 30 mil crianças, só a metade vai à escola, as outras, muitas delas no local já há quatro anos, não fazem nada, além de perambular pelas ruas empoeiradas do campo.
Mas, foi descendo a escada que compreendi em meu espírito o versículo de 1 Coríntios 13:13 - Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, destes três; porém o maior é o amor. Tem horas na vida que tudo aquilo que parecia ter valor e dar segurança, acaba. Estive com pessoas que um dia eram ricas e bem de vida, e hoje, não possuem mais nada. Os muçulmanos, apesar de conformados com o destino de Alá, me pareceram sem muita expectativa, porém os que são de Cristo, os olhos ainda brilham, expressando alegria e até mesmo gratidão a Deus, como o fêz Assad: acima de tudo, louvo a Deus que salvou a minha vida e de minha família enquanto muitos morreram ao meu redor, concluiu.
A fé, em meio a privação, se torna a força que sustenta o espírito humano, a esperança é o que leva para frente, mesmo que seja um passo de cada vez, e o amor, é o perfume de Deus, que a gente sente em lugares como estes. Este amor quando verdadeiro, é tão forte e grande que faz com que muitos de nossos valores se apequenem.
Quando perguntei ao Padre Carlos como a Igreja brasileira poderia ajudar? Sem hesitar respondeu: Só amar. Eles precisam de amor!  
Saí dali naquele dia, redefinindo em meu coração o que é amor. Lembrei de 1 Coríntios 16:14 - Todos vossos atos sejam feitos com amor. Sim estes lugares carecem de atitudes urgentes: oferta financeira, saúde, vistos para refúgio e tudo mais que podemos fazer daqui para frente, mas tem que ser regado pelo verdadeiro amor.
Na saída em meio a algazarra da criançada, ainda tive olhos para ver em um canto, uma menina portadora de necessidades especiais. Me aproximei e toquei com carinho seu rosto, quando ela, então, estampou um sorriso de quem só espera por isso.

(Nossa visita foi de caráter oficial representando a Frente Parlamentar para Refugiados e Ajuda Humanitária do Congresso Nacional, em parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas Para Refugiados e com o respaldo da ANAJURE – Associação Nacional de Juristas Evangélicos.)

No final, Padre Carlos declarou: aqui dentro, não temos imagens de santos, porque estes são os meu santos"

(Texto de  @asaphborba–  fonte: Twitter)

Amém! Amém! Amém!

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães 

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Confissões de MARIA...

CGVu8CPWoAAoKa5
Isaías 33.2  - Senhor, tem misericórdia de nós; pois em ti esperamos!
Sê tu a nossa força cada manhã, nossa salvação na hora do perigo.

Uma palavra real dentro de mim... a certeza que Deus é meu Pai. A misericórdia do Senhor é o tapete vermelho por qual passo todas as manhãs. Sei que é Ele quem estendeu... Nele espero. Cada revelação de seu poder me renova, me refaz, me enche de esperança. Minha palavra tem sido: Não vou, se não fores comigo... e Ele sempre vai.  Posso mudar de endereço... Deus me acompanha. Minha força cada manhã... abro meus olhos na certeza que Ele está comigo e que não falhará. Que alívio!! Minha salvação na hora do perigo.  Estou à sombra daquele que tem todo o poder, que é o próprio poder. Nada pode me atingir... sem que Ele permita. Me recordo de uma experiência que tive, dentre tantas, de oração: Há um tempo atrás eu pedi, silenciosamente, que me permitisse ver o cuidado dele sobre mim... (Eu sei, você deve me achar louca ou ousada... prefiro a segunda opção.) naquela mesma noite, enquanto dormia, de repente, acordei e num piscar de olhos, pude ver a sombra do Onipotente sobre mim. Meu coração disparou e encheu de enorme temor!!! Enquanto eu dormia, o meu Deus me guardava... que privilégio!! Sou grata por cada revelação de amor e cuidado dado a mim. Me emociono, como agora, em saber que Ele responde a cada oração que faço. Se sou ousada ou enlouquecida, não sei... só sei que amo,exageradamente, esse Deus e por Ele, sou amada. Quero tudo dele e entrego tudo a Ele!! Como já postei: Sou Maria, não sou Marta!
“... o temor do Senhor será o teu tesouro. Isaías 33. 6(b)
Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

quarta-feira, 3 de junho de 2015

UM AMOR QUE VALE A PENA IMITAR...


E conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus. (Efésios 3:17-19).
Aprendi com Deus que AMAR só, não é suficiente. É preciso escrever uma história de amor... foi isso que ele fez! E é isso que devemos fazer, também. Deus não se limitou em amar... Deus não se limitou em ser amado. Aliás, o amor de Deus não foi egoísta e mesquinho. Ele nos amou ao ponto de escrever uma história projetada desde a fundação do mundo... diz a carta aos Hebreus. Um amor que busca o amado... que investe, insiste e morre por amor. Na grandeza desse amor se encontra o perdão... a segunda, terceira e todas as chances possíveis. Um amor que,verdadeiramente, não se mede. O amor de Deus é altruísta. Ele acredita no amor... mas deixa a pessoa livre para escolhê-lo. O amor de Deus não só nos deve inspirar a amar como deve ser a base de todo amor que havemos de construir. Um amor que vale a pena imitar... o amor de Deus.

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

KOYNONIA - DESTAQUES DO MÊS

Deus pensou em você!





Deus pensou em você!
Na manhã de hoje...Deus pensou em você. Não diferente de ontem, precisamente ele calculou todos os riscos possíveis, que você correria neste dia, sem a intervenção dele em sua vida.
Pensou em que circunstâncias Ele teria que atuar a seu favor e através de você, com a legítima vontade de lhe abençoar.
Programou sua agenda de forma que seus sonhos se realizassem e suas expectativas fossem atingidas. Porém, observou que partes do dia ,várias vezes, (onde lhe deu liberdade de ação )você teve oportunidade de pedir ajuda e não o fez...e então conclui que por mais bem ele o fizesse e por mais bênçãos o desse, ainda assim,partes de suas escolhas seriam sem consultá-lo. Que pena! Sofrimentos poderiam ter sido evitados, dores não sentidas, frustrações não ocorridas e derrotas não vivenciadas. Porém, só assim você entendeu, já no finalzinho do dia, que era mais sensato e inteligente e bem menos dolorido, ter dito: Pai, me ajude... Mas amanhã é outro dia e tudo pode ser diferente. Já é tarde, Ele continua a te proteger e esperar a tua manifestação de filho. Seja sensato e não vá pra cama sem falar com Deus .Uma oração por menor que seja, poderá fazer uma grande diferença em sua vida.
"Que Ele cresça e que você diminua..."
(parafraseando- João Batista)
Deus te abençoe!
Pela cruz de Cristo,Maristela Guimarães.