KOYNONIA-KOYNONIA-KOYNONIA-KOYNONIA-KOYNONIA-KOYNONIA

KOYNONIA - IRMÃO - KOYNONIA - UNIÃO - KOYNONIA - COMUNHÃO - KOYNONIA - UNIÃO - KOYNONIA - IRMÃO - KOYNONIA -

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Bem-vindo, 2016.


Que darei eu ao Senhor, por todos os benefícios que me tem feito?
Salmos 116:12


Se eu fosse tentar escrever o quanto Deus realizou em minha vida, nesse ano, que termina...  com certeza, me perderia em tantos feitos. Meu coração transborda de gratidão. Em gratidão me inclino e adoro. 
 Provavelmente, você deve estar olhando ao redor, em meio à festa, sorrisos, abraços, gargalhadas e se perguntando: o que será pra mim neste ano, e o que Deus está reservando pra mim? Também já me fiz essa pergunta. 2016 é uma caixinha de surpresa, ou várias, uma dentro da outra, com bênçãos embrulhadas por circunstâncias, momentos, fases, realizações e escolhas.  Mal sabemos o que seremos, a não ser, pelo que já somos, desde então, fica no ar a imaginação, curiosidade e esperança. Nos vem à memória, sonhos não realizados, desejos íntimos que somente Deus conhece, planos pré-estabelecidos mediante escolhas já feitas. O que ficará e o que passará? Só Deus sabe!! Com quais pessoas estaremos mais próximos e quem será distanciado? 2016, um ano de expectativas mil. Eu não sei o conteúdo de suas orações nesses momentos iniciais porém, eu creio que se você for alguém obediente e fiel ao Senhor, dependente inteiramente dele, você fechará esse mesmo ano que hoje é  desconhecido, com o coração grato e com as mãos transbordando de bênçãos sem fim. 
Viva seus dias com Deus, mantendo seu coração agradecido...
Um 2016 abençoado pra você!!
Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Seja livre pra dizer: Eu te amo!


Uma coisa que me traz muito orgulho é ouvir meu sobrinho, que cuidei como filho, dizer pra mim...  "Eu te amo.” Uma lição diária que ele aprendeu muito bem, por sinal. Sei que será um ótimo esposo, um ótimo pai, pois é alguém que não tem medo, receio de expressar sentimentos. Pensando nisso, veio essa postagem. Quantas pessoas perderam-se em suas mazelas emocionais e ficaram paralisadas, congeladas e receosas em manifestar seus verdadeiros sentimentos! Com isso, perderam oportunidades de amar e serem amadas. Perderam bênçãos incalculáveis!!! Li algum tempo uma mensagem que faço questão de compartilhar aqui:
“...Eu tinha pressa em terminar a conversa com minha amiga. “Até logo, Lorraine,disse: Eu te amo. Opa! a parte “Eu te amo” escorregou pela minha boca por engano. Eu tinha costume de falar com meu marido assim, por telefone. E hoje foi um desses dias... por graça, ela brincou: “Eu te amo ainda mais!” Parecia sorrir do outro lado. Era fácil dizer eu te amo para meu marido mas, para minha amiga, era difícil.  Pensei em dizer depois em outro momento que havia me enganado. Depois, pensei que seria doloroso. o fato é que eu realmente a amava... mas não sabia expressar esse amor como fazia com meu marido. Agora no final de todas as ligações, Lorraine diz: “Eu te amo!” Eu seguro uma risada e digo: eu te amo ainda mais!”
Dizer, Eu te amo é muito difícil? Para alguns, sim! Pessoas que enfrentaram alguns traumas, frustrações e até deslealdade e traições. Mas, aprendo com Jesus, que ele quer e pode curar qualquer pessoa nessa área, também. Assim, ele agiu com Pedro, curando-o de sua própria deslealdade e traição. " Pedro, amas-me?"Jesus nos ensina sobre generosidade... no amor entre amigos, em família e conjugal. Dizer “eu te amo” estabelece uma relação de confiança, lealdade e parceria. Por outro lado, tem aqueles que saem dizendo “eu te amo” pra todo mundo, sem amar ninguém! Isso é pecado e falta de caráter. Um outro enorme problema... que o Mestre do amor pode resolver.
 Que em 2016, você seja livre para dizer “Eu te amo”. ( verdadeiramente).

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

domingo, 27 de dezembro de 2015

Em 2016... MARA, nunca mais!





O que a mão de Deus faz e opera, em nossas vidas, será na mesma proporção com que escolhermos suas divinas obras.








De 2011, até hoje, confesso que enfrentei alguns desertos, encontrando águas amargas. Lembro-me bem que até postei uma mensagem sobre "Quando o amargo vira doce e o doce vira amargo."  Aprendi com cada experiência. Decidi que amargura não seria minha marca e realmente, não é! Sofri a amargura de outros, cuidei inclusive de alguns... hoje, creio que esse ciclo acabou. 
Um novo tempo já se começa pra mim. E profetizo que sobre sua vida, também! Creia! 
A narrativa sobre Mara, no texto, afirma que os israelitas estiveram vagando no deserto por três dias sem água.   Mara possuía água, porém, ela era amarga, o que a tornava imprópria para consumo, nome que significa amargura. Quando os israelitas chegaram lá, reclamaram sobre a impossibilidade de se beber aquela água.  Desta forma, Moisés clamou a Yahweh e Ele respondeu, mostrando ao libertador um certo pedaço de madeira, que então lançando-o na água, tornou-a doce e própria para beber.  

O que queremos considerar nessa postagem: 

A água era tudo o que o povo queria muito... mas não estava adequada para o uso naquele momento. Precisava de uma mudança. Seu estado natural tinha que ser alterado. Ela precisava de um toque especial. 
Não! Deus não estava brincando com seu povo. Deus nunca brinca! 
Sim, eram muitos dias pelo deserto sem água. Eram muitas pessoas sedentas. E era somente um líder pra dar respostas às murmurações do povo. Deus sabia da existência de Mara no deserto rumo à Canaã. Ela não estava lá à toa.  Deus conhece seu povo. Ele sabia que Mara existia, também, no deserto íntimo de cada judeu livre. Eles precisavam ser provados... Não era somente as águas de Mara que eram amargas. As palavras daquele povo a Moisés. As manifestações de ira, raiva e amargura... as murmurações pelo deserto. Aprendo aqui e considero:

Pessoas amargas cobram demais e doam-se de menos. Elas nunca são generosas e agradecidas. A amargura inibe a visão correta de Deus agindo, e  do seu cuidado. Ela fortalece a autopiedade, desenvolve insegurança e alimenta a miséria da alma. 

Eles ainda não entendiam nada do amor de Deus. Suas almas carregavam a amargura da escravidão. Livres, fisicamente, do Egito mas ainda, escravos, emocionalmente.Uma bagagem muito pesada para um deserto!! Eles não se viam possuidores mas, oprimidos. Primeiramente, Deus precisou conquistá-los para depois fazê-los, conquistadores. E outros desertos tiveram que enfrentar... novas murmurações, e claro, muita amargura.  Tanta, que a geração que entrou pelo deserto não foi a mesma que conquistou Canaã. 

Amargura é lixo...
Esvazie sua bagagem e entre em 2016 com fé de que Deus está no controle de tudo!
Desertos podem até aparecer porém, MARA... nunca mais!
Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Quando duas mãos se unem...

 As coisas mais simples são as mais significativas. Quando pensamos em quem amamos e queremos bem, o que vem à memoria não é o presente, exuberantemente, caro e luxuoso ou os lugares idos...  mas, sempre as atitudes. Dentre as atitudes que marcam as relações uma delas, muito forte, o segurar de mão. O que ele propõe é tão generoso que verbaliza palavras mágicas num tom doce porém, sutil.  Eu sei de dias duvidosos, de dor e perdas, em que algumas pessoas seguraram minha mão, tais pessoas, não esquecerei jamais. Já entrei em uma UTI com o coração rasgado porém, protegido por uma mão em minha mão. O que uma atitude tão nobre pode revelar?
AMOR -  Quando duas mãos se unem, e entre dedos se fortalecem, são duas vidas que fundem em uma só. Isso é amor!! É tão verdadeiro que o próprio Pai, nos revela tal demonstração de unidade:” Porque Eu, o SENHOR teu Deus, te seguro pela mão direita e te declaro: Não temas, Eu te ajudarei.” (Isaías 41.13) Esse simples ato sugere: COMPANHEIRISMO... estou aqui, vou ajudar ou simplesmente, ficarei ao seu lado. Eis um ato que dispensa vozes. Quando o amor toma conta a solidão perde espaço.

Eu enfrentaria o mundo todo com uma só mão,
 se você me prometesse que estaria segurando a outra.” 

Que ao se despedir de 2015, você esteja segurando a mão de quem ama...
Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.


domingo, 20 de dezembro de 2015

Ainda há tempo...

Para ter um coração cheio de paixão por Jesus!

Mas o que para mim era lucro passei a considerar como perda, por causa de Cristo. Mais do que isso, considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por quem perdi todas as coisas. Eu as considero como esterco para poder ganhar Cristo. Filipenses 3.7,8
O que move o coração de Paulo? Jesus. Quando Saulo, que virou Paulo, escrevia essa carta, ele estava acorrentado a um soldado romano, com feridas no corpo pelos açoites. Tais coisas, que somente depois de Cristo, veio experimentar. Antes era o contrário. Ele que açoitava, matava... cheio de privilégio junto `a corte, ao sumo sacerdote. A palavra de Saulo tinha grande força contra os cristãos.
“O primeiro esboço da vida de Paulo (a quem conhecemos, a princípio­, como Saulo de Tarso) é tanto brutal como sangrento. Se um artista fosse pintá-lo com pincel e tinta a óleo, nenhum de nós iria querer pendurá-lo em nossa sala. O homem parece mais um terrorista do que um seguidor dedicado do judaísmo. Para nosso horror, o sangue do primeiro mártir espirrou sobre as roupas de Saulo, enquanto ele ficou ali, concordando com aquilo tudo, cúmplice de um crime medonho.( Palavras de Swindol) As vestes de Estevão foram depositadas aos pés dele. Saulo assolava a igreja, encarcerava cristão fazendo maior estrago. A fama dele era tão terrível que Ananias em visão a colocou pra Deus.
Mais uma vez, Charles, nos ajuda: “Por mais chocante que pareça, nunca devemos esquecer a cova de onde ele veio. Quanto mais compreendemos a escuridão do seu passado, tanto mais entenderemos sua gratidão pela graça.”
 Entendo que quanto mais desmerecedor da graça o homem for, mais necessitado dela, ele será.
O que o amor de Cristo faz em um coração é extravagante... não importa se a ficha da pessoa é mais suja que pau de galinheiro. Um encontro com Cristo é capaz de torná-lo uma nova criatura, filho de Deus. Se Deus fez de Paulo um vaso escolhido... Ele poderá fazer o mesmo com você!
Ainda há tempo...
Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.


sábado, 19 de dezembro de 2015

Quanto maior sua fé menor será o seu medo...



No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor." 
(1 João 4:18)
O ser humano, vez por outra, experimenta o sentimento de medo. Aquela sensação de incapacidade e impossibilidade... seja na falta de segurança, numa rejeição, solidão ou até, numa decisão a ser tomada. O medo sempre bate à porta de tempos em tempos. Eu,realmente, creio no que a palavra afirma: “No amor não há medo”... Se amamos, verdadeiramente a Deus, então, a fé será maior que o medo. Em algum momento o amor será o alimento da fé! Em outro, a fé será o alimento do amor! Porém, um não sobreviverá sem o outro... e os dois juntos, são imbatíveis contra o medo. Observa uma criança. Desde bebê, o que ela vivencia de amor gera-lhe confiança, indiscutível, pelos pais. Nesse caso o amor, aperfeiçoado, despertou e alimentou a fé. Mas, se algum momento, ela se sentir menos amada, querida... o medo baterá à porta. Por isso, algumas crianças, quando sofrem a separação dos pais tendem a ficar inseguras, amedrontadas, não conseguindo dormir sozinhas. Assim, é na vida cristã. O grande achado é o amor de Deus pois este, jamais nos deixará! E esse amor nos fortalece e nos favorece.
“O amor é o vínculo da perfeição”. Se o medo produz tormento... é bem melhor alimentar a fé.
Siga o conselho do salmista: 
Deleita-te também no Senhor, e Ele concederá os desejos do teu coração.
Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará.
Descansa no Senhor, e espera nele;
(
Salmos 37:4-7)
Se você ama ao Senhor de todo seu coração, alma e entendimento... sua fé será maior que o medo.
  “E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu juízo como o meio-dia...”
Boa noite!

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Muda a visão e Deus mudará seu coração!





                      O cristão sempre terá uma visão diferente de sua realidade, mesmo que esta, seja igual  a do seu vizinho. O olhar dele está no céu, ele é movido pelo sobrenatural, direcionado pelo Espírito Santo... tudo será visto diferente. Há meses tenho visto uma mãe sofrendo pela prisão de um filho. E fico pensando que dor terrível deve ser essa. Ninguém cria um filho pra ficar dentro de um cela, com sua liberdade tirada... mas também, ninguém cria um filho pra ser bandido. Na verdade nem sei o que é pior.  Diante desse sofrimento, Deus me levou a falar-lhe algo: Se você crê que Deus está no controle de tudo então, entenda que seu filho não está preso. Ela olhou com os olhos arregalados , talvez pensando que  eu fosse doida ou debochada. Continuei, seu filho se estivesse fora da prisão estaria fazendo coisas piores que talvez você viesse a saber mais tarde e de uma forma bem pior. Mas lá, ele está sendo guardado! Muda a visão e Deus mudará seu coração. Ajoelhe e agradeça, pois isto, também é livramento. Deus está no controle! Se alguém lhe perguntar: "Seu filho está preso?" Você responda: "Não, meu filho está guardado por aquele que nunca erra."
                      Como você olha as adversidades que lhe sobrevém? Quando recebi o entendimento que minha mãe não voltaria do hospital com vida, um buraco se abriu dentro do meu coração sem fundo. Quando, depois de um mês da morte dela, ouvi do médico que meu pai tinha seis meses de vida, eu pensei que era tudo uma ilusão. Eu corria, corria, corria num parque perto de minha casa querendo perder o fôlego. Por um momento eu queria estar doida ou morta. Nenhuma coisa, nem outra. Eu tinha que acreditar que apesar de tudo, Deus estava no controle e que tudo ia ficar bem. "Tudo coopera para o bem."  Às vezes, a Palavra parece com a lei: Dura lex, sede lex, a lei é dura, mas é a lei. A palavra pode ser dura no momento crucial, mas é a Palavra. E ela é a verdade. Ela expressa o que não sabemos e entendemos, porém o que é com certeza o melhor, o bem de Deus.  De uma coisa não tenho dúvida: Deus está fazendo em mim e em você, um MILAGRE. 

                MUDA A VISÃO E DEUS MUDARÁ SEU CORAÇÃO!

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

A mulher de João 4...



Ela não é qualquer uma... ela é a Mulher Samaritana.  De muita coisa que se pode falar dela, segundo o registro feito somente por João, o que mais me impressionou, hoje, foi: a capacidade que teve de encontrar algo excepcional e não reter pra si porém, compartilhar. Coração nobre, não é todo mundo que tem. O conhecimento de Jesus por ela foi gradativo. Primeiramente, o reconheceu como judeu, depois profeta, e finalmente o Messias. Quando ela deu conta de quem estava diante dela, largou o cântaro e saiu a falar... em nenhum momento pensou nela mesma, no que poderia ganhar com isso ou até, como passaria ser vista pelos outros por ser amiga do filho de Deus. Fico pensando, se isso ocorresse no tempo de hoje, e se no lugar da mulher samaritana estivessem alguns líderes religiosos, será que agiriam assim? Ela fez uma grande descoberta e não teve receio de compartilhar. 
Qual era a duvida dessa mulher? Sobre adoração. Ela queria adorar, não sabia como ou onde adorar mas, já tinha coração de adoradora. Ao descobrir-se diante do motivo da verdadeira adoração...  recebeu aqui, compartilhou ali.

Nenhuma adoração será completa enquanto não for compartilhada.


Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

KOYNONIA - DESTAQUES DO MÊS

Deus pensou em você!





Deus pensou em você!
Na manhã de hoje...Deus pensou em você. Não diferente de ontem, precisamente ele calculou todos os riscos possíveis, que você correria neste dia, sem a intervenção dele em sua vida.
Pensou em que circunstâncias Ele teria que atuar a seu favor e através de você, com a legítima vontade de lhe abençoar.
Programou sua agenda de forma que seus sonhos se realizassem e suas expectativas fossem atingidas. Porém, observou que partes do dia ,várias vezes, (onde lhe deu liberdade de ação )você teve oportunidade de pedir ajuda e não o fez...e então conclui que por mais bem ele o fizesse e por mais bênçãos o desse, ainda assim,partes de suas escolhas seriam sem consultá-lo. Que pena! Sofrimentos poderiam ter sido evitados, dores não sentidas, frustrações não ocorridas e derrotas não vivenciadas. Porém, só assim você entendeu, já no finalzinho do dia, que era mais sensato e inteligente e bem menos dolorido, ter dito: Pai, me ajude... Mas amanhã é outro dia e tudo pode ser diferente. Já é tarde, Ele continua a te proteger e esperar a tua manifestação de filho. Seja sensato e não vá pra cama sem falar com Deus .Uma oração por menor que seja, poderá fazer uma grande diferença em sua vida.
"Que Ele cresça e que você diminua..."
(parafraseando- João Batista)
Deus te abençoe!
Pela cruz de Cristo,Maristela Guimarães.