Quando precisar... mude!






Tem pessoas resistentes a mudança. Simplesmente, não conseguem. Preferem viver anos a fio insatisfeito com algo, a mudar. Eu, não!!! Mudo mesmo...  não tem aquele ditado "os incomodados que se mudem"? Pois é! Me incomodei... lá vem mudança. E nesse tempo corrido, de diversas informações e ideias, os inflexíveis que me perdoem mas, se algo não tá no esquema a resposta é mudança. E quanto mais rápido detectado a necessidade, mais rápido se resolve o problema. Nesse tempo tenho pensado assim: Não sou árvore pra criar raiz num lugar só. prefiro ser pássaro e sair de galho em galho procurando a melhor árvore pra montar meu ninho. A maturidade nos reserva esse direito.  Falar em mudança é falar, primeiramente, em BAGUNÇA. Quem quer mudar vai ter que bagunçar primeiro para depois arrumar, organizar. Isso observei hoje... estou de mudança. Depois de quase dois anos num apartamento bom e bem localizado, resolvi morar próximo a escola onde trabalho. Isso resolve muito dos meus problemas com transito e horário. Viver com qualidade de vida também implica em mudança de hábitos, lugares e ocupações. E a bagunça é o inicio da mudança... tirar tudo do lugar, armazenar em caixas, levar de um lugar para outro, rever posições de objetos e redecorar de acordo com o espaço que se tem.  Outra palavra que acompanha mudança é DESAPEGO... muita coisa que você guardou vai ter que desfazer. Outras, que você gosta mas não cabe no espaço, vai ter que doar, vender ou trocar... e assim, vai se desfazendo do que não lhe serve mais. Chega a vez da palavra INVESTIR. Sim, a mudança tem gastos e desgastes. Você desapega dali e se apega aqui. Surgem coisas novas, necessidades outras e você vai se adaptando e investindo.... gosto da frase de meu cunhado quanto à mudança: CUIDADO COM O ABUTRE. Ele diz que sempre tem aquele que fica observando o que vai ganhar com isso. Ele mesmo é um: "Quero as sobras"... brinca.  E finalmente, a palavra de ordem: SATISFAÇÃO!!! Mudar traz prazer e satisfação. A liberdade de decidir o que quer, onde quer e como quer. O prazer de tirar o que não convém... e a alegria de recriar, renovar, que só sentirá quem estiver aberto à mudança. Em todas as situações da vida, haverá sempre, espaço para mudar. Mas é preciso arriscar-se. Comprometer-se com o novo e desfazer-se do que não mais completa . 
Então, quando precisar... mude!
Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUANDO DEUS NOS LEVA PARA O DESERTO...

Passemos para o outro lado... mudança de nível.

O agir de Lapidote...