QUANDO UM AMIGO SE VAI...

"O homem é semelhante a um sopro; os seus dias são como a sombra que passa."  Salmo 144.4


Hoje, a morte bateu novamente na minha porta... um amigo que ontem, ainda, dei conselhos. Conversamos, lembramos do passado. E agora, ele se foi. Veio em minha mente o choro de Jesus por Lázaro. Jesus sentiu o que eu estava sentindo... Penso que ele se lembrou dos momentos com Lázaro. 

                     Quando um amigo se vai, nossa mente põe o passado no presente. Você lembra o quanto era importante as gargalhadas, sim, porque com amigo você perde até a etiqueta. Amigo é uma troca de compreensão e afeto que a nenhum outro é permitido. E mesmo a vida nos distanciando, ainda assim, a amizade não morre, fica lá engavetada na memória das emoções para que a qualquer momento reapareça outra vez. Amigo, a gente não ama de novo... não! Amigo, a gente nunca deixa de amar.  Se a vida é tão passageira e ninguém recebe a data de falecimento por que então, deixamos o tempo tirar de nós o convívio com as pessoas que amamos? Um email, um telefonema, um mensagem... algo simples que pode unir e trazer para nosso presente alguém que foi tão importante. 
Novos amigos não substitui um velho e bom amigo. 

               Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUANDO DEUS NOS LEVA PARA O DESERTO...

Passemos para o outro lado... mudança de nível.

O agir de Lapidote...