O mistério de ser um, sendo dois...

Ser um, sendo dois... mistério divino.
#serumsendodois

"Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á a sua mulher,
E serão os dois uma só carne; e assim já não serão dois, mas uma só carne."


Penso que o objeto que pode trazer a ideia inicial do texto, sem dúvida, é o grampo de cabelo. 
Duas cabeças, um só corpo. 

Então, vamos  aprender  observando...

Um grampo não prende... mas ajeita!

Seja qual for o tipo de cabelo... se for pra prender os fios, tem que ser mais de um ou, outro prendedor. Mas se for só pra ajeitar uma mecha e outra, ele serve. 

O amor não prende... não é esse o objetivo do amor. As pessoas não perdem suas personalidades por conta de outras. As pessoas não deixam de ser quem são por causa do ser amado. As pessoas não mudam só porque estão amando... 


Mas que o amor ajeita, isso ajeita!
As pessoas ficam mais felizes, tendem estar mais dispostas, bem humoradas... divertidas. E até mais bonitas, porque o amor, enfeita... traz cor a vida!

O amor é como grampo... um só corpo, uma só carne mas, duas cabeças!

É verdade! Uma cabeça pensa bem, duas então? Isso quando estão de acordo... do contrário, Deus que proteja! Abrir mão de ser o certo na situação, de decidir e tomar iniciativas por ambos... 
Renúncia, acordos, alianças. 
Um mistério, essa coisa de ser um, sendo dois...

Alguém já disse: "Se quiser chegar mais rápido vai sozinho... mas, se for para ir mais longe, vá acompanhado."

Ser um não é uma maldição... mas ser dois é uma benção! Palavras de Deus: 
"Não é bom que o homem fique só."

Se Deus, o criador,  chegou a essa conclusão... 

Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.
Marcos 10:7-9




Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUANDO DEUS NOS LEVA PARA O DESERTO...

Passemos para o outro lado... mudança de nível.

O agir de Lapidote...