Tempos de guerra...




Este texto foi escrito quando Davi estava escondido de Saul, na caverna. Chegou sozinho e quando dela saiu, era um exército de 600 homens. Até na caverna, no meio do nada, um homem e mulher de Deus exerce liderança. Deus envia pessoas para você liderar! O que podemos aprender: quem é abençoado por Deus para o ministério não deixa de exercer seu chamado mesmo sendo perseguido.
Momento de aflição na vida de Davi... mas nunca momento de murmuração! Pelo contrário, ele fez a introdução desse salmo, dizendo que em todo tempo, não importando as circunstâncias, é favorável para adorar. 

Antes de uma batalha... adore!


"Louvarei ao Senhor em todo tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca." salmo 34.1

E os versículos seguintes falam de um Deus que quando adorado, buscado, vem ao socorro.  Ele afirma, dá segurança aquele ouve, que os anjos do Senhor estão ao  redor protegendo-nos. Leia:
"O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra de todo mal."  34.7
Nesse tempo de perseguição, ele sabia que nada lhe aconteceria. Ele tinha promessa!! Ele tinha sido escolhido e ungido... ele não saiu proclamando o que lhe seria feito, pelo contrário, guardou em segredo. Firmou sua mente no amor de Deus e esperou... até ser promovido! Davi era aliançado com os céus. A fé desse homem o fez inabalável diante da raiva, ódio e ciúmes de Saul.  E aguentou até o fim!

Durante a batalha... adore!



"Os filhos dos leões necessitam e sofrem fome, mas aqueles que buscam ao senhor de nada tem falta." 34.10

Davi dentro de uma caverna, sem luxo, talvez sem o necessário, afirma que de nada ele tinha falta. Deus mandou sua família para visitá-lo, e os homens que foram chegando até formar o exército. Davi enxergou naqueles homens falidos,amargurados um potencial para guerra. E eles passaram a batalhar para o sustento próprio e das famílias. Nesse momento já era uma cidade...  Agora, Davi era contratado juntamente com seus homens para guerrear em prol das lutas de outros reis. Depois dessas lutas, na volta para suas famílias, encontraram a cidade queimada e vazia. Todos os filhos e mulheres tinham sido  capturados para a escravidão. 

Ao final de uma batalha... adore!


" Muitas são as aflições dos justos, mas o Senhor os livra de todas." 34.19

Davi muito se angustiou e o povo, no caso os homens, se mostraram revoltados com Davi! Mas ele  jamais se deixou desanimar. Consultou a Deus e Ele lhe disse para ir atrás pois  recuperaria tudo. Davi creu e foi com 400 homens, pois 200 não tinham resistência física para a batalha. No meio do caminho, encontrou um homem doente, faminto e largado à sorte. Davi, por misericórdia, o alimentou, socorrendo-o. Para sua surpresa, esse homem, era um dos que saquearam a cidade onde estavam suas famílias. Esse, o levou até onde estava tudo o que era deles, inclusive as mulheres e crianças. Davi batalhou e foi restituído de tudo... até além! 



Ele foi honrado... e restituído!

 Postura do cristão: diante da tragédia não se deixe abater... levante-se, consulte ao Senhor e creia na revelação que ele lhe der! Quem crê no que Deus diz terá o que lhe foi revelado. 

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUANDO DEUS NOS LEVA PARA O DESERTO...

Passemos para o outro lado... mudança de nível.

O agir de Lapidote...