Você pensa diferente de mim? “Desmascarando o Espírito da Religiosidade.”

Um dos piores sintomas da religiosidade em nossos dias.

frases-ironicas-de-indiretas-mentes-fechadas“Ora, o filho mais velho estivera no campo; e, quando voltava, ao aproximar-se da casa, ouviu a música e as danças” (Luc 15:25). Assim, que ele vai se aproximando de sua casa, ele escutou algumas coisas “estranhas” aos seus ouvidos: músicas, danças, gritos, festa, etc, e estas lhe trouxeram uma série de questionamentos que fará em seguida. O fato é que a marca dos fariseus era a rigidez. Você sabe que quem pensava diferente deles, corria o risco de morrer. Foi isto que aconteceu com Jesus e com todos os demais discípulos. Quando o irmão mais velho e se depara com um quadro diferente em sua casa, todas estas coisas lhe fizeram muito mau e ele foi obrigado a discordar de cada uma delas.

Os fariseus, na maioria, estavam sempre fechados ao diálogo. O pensamento deles era a verdade, e fim de papo! Esta é também minha preocupação em relação aos evangélicos e líderes da atualidade. Você não acha que neste quesito somos muito parecidos com os fariseus? Você já percebeu também, que em nosso meio, se alguém pensa diferente do outro, praticamente não se pode conviver mais juntos? É muito comum, em nosso meio, os tradicionais criticarem os pentecostais, e igualmente, os pentecostais criticarem os tradicionais. Mesmo dentro de uma denominação específica, discordar de algum ponto, é correr o risco de “perder a cabeça”. Sabe por que? Há “fermento de fariseus” em nossa mentalidade! Esta mesma rigidez teológica e litúrgica do farisaísmo é uma realidade no nosso meio.

Em muitas denominações, falar o que se pensa e divergir de um pensamento, é um ato aberto de rebelião. Desta forma, as pessoas se calam e acabam falando nos bastidores. Eu prefiro estar do lado de alguém que divirja de mim em algum ponto e me fale (e caminhe comigo), do que alguém que acena positivamente a cabeça para tudo que falo, mas por trás ou no seu coração, diz ou pensa exatamente o contrário. Não é problema nenhum o liderado chegar ao líder e dizer, “Meu pastor, neste ponto, pensamos diferente por causa disso, disso e disso…mas saiba que respeito sua liderança, e permaneço fiel a ela e também respeito o seu pensamento”. Lembrem-se pastores: nós não somos “Deus”, por isso nem tudo que falamos é a mais pura verdade. Aceite pensamentos diferentes dos seus, ore acerca disso, só assim poderá crescer e não ser traído lá adiante, por alguém que “aparentemente sempre caminhou ao seu lado”. Seria uma benção se tivéssemos maturidade para isso, mas como você sabe, na maioria das vezes, não é assim que as coisas sucedem-se.frases-para-facebook-abra-sua-mente

Não iremos morar no mesmo céu? O que nos impede de caminharmos juntos e vivermos o amor que Cristo nos ensinou, por discordamos de coisas tão pequenas? Será que no céu moraremos em condomínios fechados e com cerca elétrica, onde quem discorda em algum ponto de nossa teologia não poderá entrar? Não tenho dúvidas de que há “fermento de fariseus” em nosso meio, a religiosidade entrou em nossos corações.

Se tivermos esta mentalidade religiosa tão rígida a ponto de não sabermos reter o bom, respeitar as pessoas, amar os diferentes, saber que não sou o dono da verdade e que o outro pode estar certo e eu errado, cuidado que Deus poderá nos fazer uma grande surpresa. Já imaginou se Deus, nas mansões celestiais, o colocar para morar ao lado de um vizinho egresso de uma denominação ou teologia que mais detestava aqui na terra? Se não suportava, por exemplo, os pentecostais por causa das “línguas estranhas”, já imaginou ter de conviver com seu vizinho falando em línguas o dia todo? Mas se você detestava e criticava os tradicionais pelos hinos cantados das harpas, já pensou ter de conviver com algum deles cantando tais canções o dia todo no seu ouvido, por morarem exatamente ao seu lado? Imagine também você ter de morar ao lado daquele irmãozinho que você odiava por ele ser “amilenista” e não “pré-milenista” como você? Pior: morar ao lado daquele cidadão que acreditava na teologia das maldiçoes, e você o detestava profundamente por causa disso? Quem sabe também morar ao lado daquele teólogo, escritor ou pastor que pregava ideias tão diferentes das suas em alguns pontos (e que você criticava até espumar a boca, a ponto de vê-lo como pior inimigo)? Você irá conseguirá amá-lo?

Saiba: não céu não haverá muros, nem condomínios fechados, nem cercas e talvez nem teto em nossas moradias. Não haverá espaço para se esconder. Você deverá amar e servir a todos!

Pr. Alcione Emerich (“Desmascarando o Espírito de Religiosidade” )

Boa noite!

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUANDO DEUS NOS LEVA PARA O DESERTO...

Passemos para o outro lado... mudança de nível.

O agir de Lapidote...