Vale a pena viver como filho de Deus?


Fui moço e agora sou velho
mas nunca vi um justo desamparado
e nem a sua descendência mendigar o pão. (Salmos 37. 25)

Essas palavras são de alguém que viveu perto de Deus. O 

texto é um paralelo entre a falsa prosperidade dos pecadores 

e a proteção divina sobre os justos. O escritor desse texto é 

alguém que aprendeu desde cedo viver intimamente com o 

Pai e que nunca se arrependeu... como diz um comentarista:

"Esse depoimento é o fruto de uma minuciosa e contínua 

observação que o salmista fez ao longo de sua vida. Essa 

passagem indica que Davi escreveu esse poema em seus

 últimos anos. Não é que os justos não passam privações, 

senão que Deus não os abandona quando sofrem. À longa, 

prosperam porque sua descendência tem o que precisa. O 

salmista enuncia aqui uma verdade geral: a verdadeira 

fé faz que a pessoa seja ativa e independente, e a livra 

de ter que mendigar para sobreviver."


"Amamos quando a verdade nos esclarece e odiamos 

quando a verdade nos acusa" Agostinho

A verdade acolhe quem está com ela... e o justo é 

amparado por Deus pois vive debaixo da Verdade que é a 

Palavra... a máxima da vontade de Deus.

Se vale a pena viver como filho de Deus? Davi respondeu...

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUANDO DEUS NOS LEVA PARA O DESERTO...

Passemos para o outro lado... mudança de nível.

O agir de Lapidote...