Considere todas as possibilidades...




Li essa  história já algum tempo, e senti o desejo de compartilhá-la. 
 É sobre um desastre na lua­ de ­mel. Os recém ­casados chegaram ao hotel em poucas horas com grandes expectativas. Eles reservaram um quarto grande com encantos românticos. Não foi o que encontraram. Parecia que o quarto era muito limitado. O pequeno quarto não tinha vista, não tinha flores, tinha um banheiro apertado e pior de tudo – não tinha cama. Tinha apenas um sofá ­cama com um colchão cheio de protuberâncias e molas sem firmeza. Não era o que eles esperavam; consequentemente, a noite também não foi. Na manhã seguinte, o noivo com o pescoço dolorido desceu bravo até a mesa do gerente e colocou sua raiva para fora. Depois de ouvir pacientemente por alguns minutos, o balconista perguntou, “Você abriu a porta do seu quarto?” O noivo admitiu que não. Ele voltou para a suíte e abriu a porta que pensava que fosse um depósito. Lá, cheio de cestas de frutas e chocolates, estava um quarto espaçoso!  Suspiro. Você pode imaginá-­los bem na entrada do quarto que eles tinham negligenciado? Ah, teria sido tão bom... Uma cama confortável ao invés de um sofá duro. Uma janela emoldurada por cortinas ao invés de uma parede vazia. Uma brisa fresca ao invés de um ar abafado. Um lugar para banho em ordem ao invés de um banheiro apertado. Mas eles não tiveram isso. Que triste. Restrito, esquisito e desconfortável enquanto o conforto estava a uma porta. Eles não tiveram isso porque pensaram que a porta fosse de um depósito. Por que vocês não tentaram? Eu estava perguntando enquanto lia o texto. 
Fique curioso. Confira. Tente. Dê uma olhada. 
 ( Autor- Max Lucado)

Considere todas as possibilidades antes de concluir. 

Boa noite!!!

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUANDO DEUS NOS LEVA PARA O DESERTO...

Passemos para o outro lado... mudança de nível.

O agir de Lapidote...