Um ajudante de profeta tentando passar a perna no profeta...



" Construa teu ninho numa árvore que suporte tempestade."
Um ajudante de profeta tentando passar a perna no profeta...

Estou pensando num homem chamado Geazi. Ele era o moço, cooperador do profeta Eliseu. Ele era   para Eliseu o que Eliseu foi para Elias. Eliseu ficou conhecido como "aquele que deitava água sobre as mãos de Elias." ( 2 Reis 3.11) Pelo serviço prestado ao homem de Deus, Eliseu teve seu ministério reconhecido... bem, Geazi tinha tudo pra ser o próximo profeta, eu creio, e ter o ministério reconhecido por sua dedicação, tal qual Eliseu teve, se não fosse avarento, mentiroso, indisciplinado.

A Bíblia conta que Ele, como moço de Eliseu, estava presente na vida do profeta e presenciava a forma como Deus Era, agia. Ele vivenciou milagres, livramentos, misericórdia  através da boca do homem de Deus.

Parece-me que ele via a ação de Deus mas não assimilava. As bases da vida de Geazi eram outras, diferente da vida que vivia ao lado do profeta... Ele estava envolvido no ministério de Eliseu mas, não envolvido com Deus. Lembro-me que quando  a sunamita correu para o profeta  buscando ajuda para o filho morto... Eliseu mandou o "moço" em seu encontro. Porém, a reação não foi a esperada. Ao moço ela nada contou, com o moço  não retornou... e o menino não voltou à vida, mesmo ele usando o bordão do profeta. Entenda... uma pessoa pode ser ajudante de profeta, caminhar, comer e vivenciar experiências com o profeta e não ser alguém, espiritualmente, confiável e de autoridade. Eu penso que a sunamita sabia disso.  Ela era uma mulher de Deus, tendo reconhecido o ministério de Eliseu, convenceu o seu marido a servi-lo, dando-lhe  hospedagem. E você acha que quem era hospedado junto a Eliseu?Pois é!!

Bem, voltando ao episódio "o ajudante do profeta que tentou passar a perna no profeta." Eu sei, você deve estar aí balançando a cabeça em forma de condenação. Eu também fiz isso e fui além, coloquei a mão na boca e pensei: "Nossa, que cara burro!" Tentar enganar profeta é, realmente, uma grande tolice. Mas veja, quando o coração do homem está nas "coisas", a mente não pensa como deveria e o coração é que manda.  Jesus, disse: "Guarde o coração pois dele procede as saídas da vida." O coração de Geazi estava no que ele poderia conseguir através do trabalho que desenvolvia ... tirar vantagem, sabe? Vamos lembrar: Naamã precisa de cura. Ele era um homem rico, valente e leproso. Sua escrava, que era do povo de Deus, logo indicou o profeta Eliseu para a esposa de seu senhor.  Naamã foi, levando consigo presentes para o profeta, crendo na cura. Sim! Ele foi curado, no entanto, Eliseu nada aceitou dele. Quando Geazi ficou sabendo desse proceder do homem de Deus... cresceu o olho e correu atrás de Naamã. E conseguiu bastante coisa, usando o nome do profeta, para justificar o seu  pedido.  Mentindo, descaradamente, voltou para Eliseu. E este, após questioná-lo, corrigindo-o, lançou-no a maldição da  lepra de Naamã, estendida a toda geração dele.

Lição: Não tente enganar um verdadeiro profeta... como ele, muitos hoje, vivem uma vida próxima a Palavra, unidos a homens e mulheres espiritualmente sadios porém, longe dos ensinamentos e vontade de Deus. Tão próximo... e tão longe.

Geazi - vale da visão

A Bíblia relata que após a lepra, ele  andou frequentando o palácio do rei da Síria... lá, ele relatou sobre sua experiência como moço de Eliseu, inclusive, na oportunidade foi quem testemunhou sobre a sunamita, que se queixava das terras que perdera. Pelo testemunho de Geazi, ela foi restituída.

Não faço ideia, como Deus tratou com Geazi, além da lepra. Não vou aqui conjecturar... creio que o mais importante é aprendermos dos riscos de estarmos entre os de Deus e não sermos um deles. Guardemos o coração onde as riquezas, sensualidades, posses, títulos etc... não tenha poder contra nós!

Boa noite.

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUANDO DEUS NOS LEVA PARA O DESERTO...

Passemos para o outro lado... mudança de nível.

Dois principais erros na vida cristã...