Acabando com as meninices...

coisas de menino

Antes de declarar a superioridade do amor entre os dons espirituais, Paulo dá a entender que a postura do amor está relacionada com o amadurecimento espiritual. ”Quando eu era menino... o verbo está no passado, pois ele já se considera adulto espiritualmente para ficar discutindo certas questões dentro do corpo de Cristo. “Acabei com as coisas de menino”. Isso dá a entender que tudo na vida espiritual deve ser proveniente de um amor maduro na fé. Ou você cresce ou não poderá ser usado! Deus não valoriza nada que não vier de um sentimento verdadeiro... sem amor, nada tem valor. Generosidade sem amor? Bondade sem amor? Sofrimento, martírio... se não for motivado por um puro, verdadeiro e genuíno amor, não tem valor. O amor não é um dom para meninos na fé. Amor é uma atitude de maturidade espiritual. A igreja de Cristo deve ser um corpo de pessoas  que não pensam mais como meninos. Questões doutrinárias, tendências teológicas, posturas cúlticas... coisas de menino. Ainda me espanta, dentro do corpo de Cristo, nessa altura do campeonato, presenciar pessoas discutindo se é “de Paulo ou de Apolo,”... e Jesus às portas para remir os salvos. Alguns dias atrás me encontrei com algumas pessoas que não cresceram espiritualmente. Pessoas que ainda estão preocupadas em discutir se são arminianos ou calvinistas, pentecostais ou tradicionais... Me nego entender essas pessoas. Estou como Jesus... Pega a cruz e siga-me, ou deixa a cruz e fica com o mundo. As duas coisas no reino de Cristo? Não mesmo!! O reino de Cristo é um reino de absoluta entrega. De pessoas que não se deixam dominar por este século, porquanto, já se encontram dominadas pelo Espírito Santo. E quem é dominado pelo Espírito não faz as vontades da carne, não aceita suborno do inferno e nem se contamina com esse mundo... não perdem tempo com questões loucas. É tudo com Cristo... vivo num tempo que não faço questão de ter em minha volta pessoas que não querem verdadeiramente o Senhor. Quem não quer pagar o preço de viver uma vida intensa com Deus não vai me ter, também. Não perco tempo mais com o que não acrescenta... creio que Paulo estava nesse tempo. Chega de meninice!

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUANDO DEUS NOS LEVA PARA O DESERTO...

Passemos para o outro lado... mudança de nível.

O agir de Lapidote...