PORTA ABERTA PARA O PERDÃO...

2014-04-17 028 tempo de cura... tempo de perdão.

Ausência de perdão é depósito de mágoas. Onde habita a mágoa instala-se a doença. As paredes do coração ficam emboloradas... o mal cheiro do passado é ameaçador. Lugar que normalmente é quente e acolhedor, passa a ser frio e solitário. O coração é uma casa... uma terra sempre habitada, quando sadia, mas que pela rigidez da vida, das emoções e de um terrível passado pode se tornar um casarão mal assombrado. Tudo que reside dentro de nós é por permissão nossa... sim! E por que deixamos lá? Porque sentimos pena de nós mesmos, porque não queremos libertar o outro e pior, porque acreditamos que o outro deve ser punido. Se você alimenta um cão raivoso, ele irá latir na sua consciência o tempo todo. É um fato, o outro é uma parte responsável pelo conflito de nossa vida mas, não de tudo.  O maior perdedor num conflito é aquele que não libera o perdão... este é o verdadeiro cativo. E o cativeiro é o próprio coração. Além de problemas físicos e emocionais podemos viver no cárcere espiritual...

... “se é que

havia alguma coisa para perdoar, perdoei na presença de Cristo, por amor a vocês, a fim de que Satanás

não tivesse

vantagem

sobre nós; pois não ignoramos as suas intenções.” 2Cor.2. 10 e 11

Quando o coração se abre para perdoar de verdade, na presença de Cristo, satanás é derrotado... Paulo nos diz aí, que a falta de perdão é porta aberta para o mal, o maligno. E como Paulo, não devemos ignorar as suas intenções (péssimas por sinal).

Lembre-se:

Perdão é um caso para Deus resolver dentro de nós... por isso devemos fazê-lo na presença de Cristo.

Quando abrimos a porta do coração para o perdão, fechamos todas as outras na cara de satanás.

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUANDO DEUS NOS LEVA PARA O DESERTO...

Passemos para o outro lado... mudança de nível.

O agir de Lapidote...