Quando ouvir faz toda diferença...

“É preciso saber ouvir. Acolher. DeixarProf. Renato Dias Martino -  posse que o outro entre dentro da gente. Ouvir em silêncio. Sem expulsá-lo por meio de argumentos e contra-razões. E é preciso saber falar. Somente sabem falar os que sabem fazer silêncio e ouvir.”

Ouvir faz toda a diferença num momento delicado, numa situação estressante ou até mesmo, torna-se decisivo num caso de amor. A pessoa que você um dia deixou de ouvir poderia, talvez, ser um grande amigo, uma grande companheira e até um discípulo. As pessoas querem outras pessoas em suas vidas, mas não querem parar, olhar nos olhos e ouvir... sim, ouvir. Ouvir é atitude de quem se importa, de quem ama e de quem é generoso. Você quando ouve sai do seu divã e põe o outro. Ao ceder-lhe lugar, você está lhe dando o mesmo valor que pensas ter... você abre a porta do coração e lhe concede tempo para os pensamentos, sentimentos e valores que esta pessoa traz consigo. Você expressa na atitude de ouvir que o tempo não é desperdiçado no amor, na amizade, no companheirismo. A pressa é inimiga dos relacionamentos... pois no afã de querer resolver tudo, rapidamente, alguns ignoram a parte principal... ouvir. Eu mesma, muitas vezes, fui mal compreendida porque pessoas 1959884_725258330839311_1515757043_nantes de me ouvir, me concluíram. E é possível sim, que eu também tenha cometido esse erro. Principalmente em família... somos rápidos em errar. Jesus decidiu ouvir a mulher samaritana... ninguém a ouvia. Ninguém lhe dava importância. Todos queriam apenas seu corpo. A forma de Jesus se aproximar, falar, ouvir, abriu a porta para uma gama de sentimentos. Surgiu então uma amizade, uma admiração, uma discípula.  Jesus a ouviu com precisão... a conversa tomou um rumo de fé, ela reconheceu o filho de Deus e saiu a compartilhar. Quando você é capaz de ouvir, a outra pessoa reconhece seu valor, sua importância... ela sai sabendo quem você é! Aquela coisa de impressão acaba, pois é a certeza que envolve a relação. Você cresce diante de alguém quando se dispõe a ouvir. Jesus, quando chegou perto do poço, era somente um judeu para a samaritana. No decorrer da conversa, foi reconhecido por ela como profeta, e por fim o legítimo filho de Deus, o prometido. Ouvir esclarece... todas aquelas crises que a mulher samaritana tinha, cessaram. Se você tem dúvidas em relação à alguém, você precisa ouvi-la. Ouvir soluciona... aquela mulher teve seus questionamentos respondidos quando ouviu Jesus e quando foi ouvida por Ele. Ouvir cura... uma mulher que só buscava água no horário em que ninguém estava, que vivia numa realidade de preconceitos, de repente sai contando o que aconteceu, quem encontrou e quem era essa pessoa... e pasme, os samaritanos daquela cidade creram em Jesus pelo testemunho dela. Ah, ouvir faz uma grande diferença!!!

Vamos ouvir mais?

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUANDO DEUS NOS LEVA PARA O DESERTO...

Passemos para o outro lado... mudança de nível.

O agir de Lapidote...