Descobrindo seu valor socialmente...

1234878_552039051535925_261373517_n

Porque, se de todo te calares neste tempo, socorro e livramento de outra parte sairá para os judeus, mas tu e a casa de teu pai perecereis; e quem sabe se para tal tempo como este chegaste a este reino?
Ester 4:14

Nomes fortes nesse contexto... Hamã, ministro da Pérsia. Mardoqueu, líder dos Judeus e tio de Ester. Ester, judia e  esposa do rei Assuero.

O povo de Israel estava ameaçado de destruição por Hamã, ministro da Pérsia. Mardoqueu era perseguido por Hamã, pois este não lhe rendia homenagens, visto ser ele líder dos judeu e por sua crença não admitir tal coisa. O momento era crítico para qualquer judeu... inclusive, para a rainha Ester. Mardoqueu, para quem Hamã mandou fazer a forca, convocou seu povo para clamar a Deus e cobrou de Ester, atitude. Sim, pois este já havia lhe orientado de que estar como rainha era uma oportunidade de agir em função do seu povo, hostilizado. Ester sabia que não era  um acessório para ornamento do palácio... havia uma consciência de sua importância e valor naquele momento para salvação de seu povo. Ela então, toma uma postura tão necessária quanto, sábia:

“Vai, ajunta a todos os judeus que se acharem em Susã, e jejuai por mim, e não comais nem bebais por três dias, nem de dia nem de noite, e eu e as minhas servas também assim jejuaremos. E assim irei ter com o rei, ainda que não seja segundo a lei; e se perecer, pereci.”
Ester 4:16

Ester sabia de que correria riscos ao se apresentar diante do rei sem ser chamada... mas ela sabia também, que era ela que tinha que agir, ninguém mais. Era Ester, o meio de Deus guardar seu povo. O caminho de Deus chegar até o coração do rei. A forma de Deus calar o inimigo.

O lindo, é que seu tio a exortou, que mesmo que ela não fizesse nada, de alguma forma Deus agiria... mas ela naquele momento, foi colocada propositalmente no palácio, como canal de livramento, e bastava somente ela se deixar usar por Deus. E foi isso, que Ester fez, assumindo corajosamente sua posição de intercessora. Mulher sábia, que não agiu precipitadamente e nem confiante em si mesma. Orou, jejuou junto aos seus... uma líder de verdade. Uma mulher corajosa, que não hesitou se arriscar. Uma mulher estrategista... pois planejou formas de conquistar a atenção do rei, sua confiança e lealdade. Uma mulher de Deus, que soube esperar o tempo de Deus ,para agir em tempo hábil. Você sabe de que forma Deus  quer lhe usar nesse tempo? Pode acreditar... sua profissão, seu grau de instrução, suas habilidades e sua realidade social não é questão de destino. É propósito divino...

“Quando entregamos tudo que somos, Deus completa em nós... tudo o que nos falta.” João Chinelato Filho

Pense nisso!

Pela cruz de Cristo, Maristela Guimarães.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUANDO DEUS NOS LEVA PARA O DESERTO...

Passemos para o outro lado... mudança de nível.

O agir de Lapidote...