O quartinho da fé... um “cadinho” de Deus.

 

386644_488478047862501_1022256999_n

 

 

“E ele disse: Dá-me o teu filho. E ele o tomou do seu regaço, e o levou para cima, ao quarto, onde ele mesmo habitava... E Elias tomou o menino, e o trouxe do quarto à casa, e o deu à sua mãe; e disse Elias: Vês aí, teu filho vive”
1 Reis 17:19 e 23

“Serepta” significa derreter, fundir. E na forma nominal, cadinho. É um recipiente em forma de pote, resistente a temperaturas elevadas, onde se fundem materiais à altas temperaturas. O ourives e o alquimista usam-no há muitos séculos para purificar o ouro.

Então, Deus nos move pra determinados lugares para nos “purificar” e compartilhar mais dele... Serepta seria o lugar em que Deus faria mais com Elias. Pra isso, Elias precisava “estar” aberto a ouvir. Em “cadinho” Elias seria purificado, como o “ouro”, para fazer o que Deus desejava. E o fogo realmente estava em alta  derretendo o ouro. A viúva que lhe havia dado sustento e hospedagem de repente perde o seu filho para a morte. Ela falou com Elias, desolada e decepcionada, culpando-o da desgraça... Elias nada respondeu! Não cedeu a pressão, Pegou o menino e subiu para o quarto. O silêncio diz o que “cadinho” fizera em Elias... No quartinho, Elias fez o que somente os servos de verdade fazem: Orou... talvez várias vezes ali, ajoelhou, clamou, mas naquele momento a coisa era mais complicada, era a vida de um menino... e um menino que já fazia parta da história dele. Lá no quartinho da fé, onde só Deus entrava para falar com Elias, o menino entrou morto e saiu vivo! Mais uma vez, Elias passou pelo “cadinho” e saiu purificado. Ele se aproximou do impossível com humildade e fé. Nenhum precedente, até aquele momento, a cerca do que ele estava pedindo. Elias me ensina, quanto maior for a súplica, quanto mais “impossível” parecer o pedido, mais necessidade de silêncio e privacidade haverá. Um cantinho só seu e de Deus... pode ser uma fábrica de milagres. Quando Deus desce... desce com ele também, o céu!

Reserve seu lugar com Deus...

Pela cruz, Maristela Guimarães.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUANDO DEUS NOS LEVA PARA O DESERTO...

Passemos para o outro lado... mudança de nível.

O agir de Lapidote...